"Reproduçaõ Google Imagens"

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de maio variou 0,13% e ficou 0,44 ponto percentual (p.p.) abaixo da taxa de abril (0,57%). Foi o menor resultado para um mês de maio desde 2006 (0,10%). A variação acumulada no ano foi de 2,22% e o acumulado nos últimos doze meses foi de 4,66%, abaixo dos 4,94% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em maio de 2018, a taxa havia sido de 0,40%.

No acumulado dos 5 primeiros meses do ano, o IPCA está em 2,22%.

Para os 12 meses alcançou o registro de 4,66% referentes ao anterior.

Período Taxa
Maio de 2019 0,13%
Abril de 2019 0,57%
Maio de 2018 0,40%
Acumulado no ano 2,22%
Acumulado nos 12 meses 4,66%

 

O índice está levemente acima do centro da meta do governo para o ano.

O Banco Central  para 25019 persegue o alvo de 4,25% para inflação, com tolerância de 1,5 ponto percentual para baixo (2,75%) ou para cima (5,75%).

A desaceleração do mês foi influenciada principalmente pelo grupo Alimentação e bebidas, que registrou queda de 0,56% após subir 0,63% no mês anterior.

Preços de tomate, feijão-carioca e frutas, influenciou o resultado.

O recuo no grupo foi puxado por alimentação no domicílio, que caiu 0,89%. Destacam-se as quedas observadas em tomate (-15,08%), feijão-carioca (-13,04%) e frutas (-2,87%).

Entre as altas, o IBGE citou o impacto do leite longa vida (2,37%) e da cenoura (15,74%).

Já entre os grupos que tiveram alta, destaca-se Habitação (0,98%), influenciado por energia elétrica (2,18%). A taxa de água e esgoto subiu 0,82% e o gás de botijão, 1,35%.

A 2ª maior variação positiva ficou por conta de Saúde e cuidados pessoais (0,59%). Os preços de remédios subiram, em média, 0,82%.

Grupo Variação (%) Impacto (p.p.)
Abril Maio Abril Maio
Índice Geral 0,57 0,13 0,57 0,13
Alimentação e Bebidas 0,63 -0,56 0,16 -0,14
Habitação 0,24 0,98 0,04 0,15
Artigos de Residência -0,24 -0,10 -0,01 0,00
Vestuário 0,18 0,34 0,01 0,02
Transportes 0,94 0,07 0,17 0,01
Saúde e Cuidados Pessoais 1,51 0,59 0,18 0,07
Despesas Pessoais 0,17 0,16 0,02 0,02
Educação 0,09 -0,04 0,00 0,00
Comunicação 0,03 -0,03 0,00 0,00

 

INPC é calculado pelo IBGE desde 1979, se refere às famílias com rendimento monetário de 01 a 05 salários mínimos, sendo o chefe assalariado, e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande, Rio Branco, São Luís, Aracaju e de Brasília. Para o cálculo do índice do mês foram comparados os preços coletados entre 1º de maio e 29 de maio de 2019 (referência) com os preços vigentes entre 30 de março e 30 de abril de 2019 (base).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here