segunda-feira, janeiro 24, 2022
InícioNorte de MinasAPÓS QUATRO ANOS, POR CRIME DE HOMICÍDIO "LÁZARO DO AGRESTE" É PRESO...

APÓS QUATRO ANOS, POR CRIME DE HOMICÍDIO “LÁZARO DO AGRESTE” É PRESO PELA POLÍCIA CIVIL EM VERDELÂNDIA NO NORTE DE MINAS

A Polícia Civil de Minas Gerais cumpriu nesta quarta-feira, 29 de Dezembrode 2021 em Verdelândia no Norte do Estado, mandado de prisão temporária de um homem de 29 anos, suspeito de envolvimento em crime de homicídio

 

 

*A vítima de 32 anos foi morta por causa de R$15,00.*

Publicado por Sueli Teixeira

*O Lázaro do Agreste é o principal suspeito de crime de homicídio em 2017 no Agreste,retornou ameaçando sua avó de morte e está envolvido em outra tentativa de homicídio*

A Polícia Civil de Minas Gerais cumpriu nesta quarta-feira, 29 de Dezembrode 2021 em Verdelândia no Norte do Estado, mandado de prisão temporária de um homem de 29 anos, suspeito de envolvimento em crime de homicídio, ocorrido na data de 06/10/2017, no Povoado do Agreste, na cidade de Verdelândia/MG. A vítima era um outro homem de 32 anos.

A investigações apontaram que a motivação do crime teria sido pelo fato de a vítima ter se negado a entregar a quantia de R$15,00 (quinze reais) ao autor, quando ambos estavam em um bar, na localidade Agreste. Ao virar-se de costas, a vítima foi surpreendida com vários golpes de faca que a levaram à morte. Em seguida, o criminoso fugiu da região e praticou outra tentativa de homicídio na cidade de São Sebastião do Oeste. Após envolver-se em uma briga, ele tentou matar uma pessoa utilizando-se da mesma forma que cometeu o crime em Verdelândia.

Depois de mais de quatro anos, o foragido retornou para a residência da sua avó, uma idosa de 76 anos, e vinha ameaçando-a de morte. A Polícia Civil representou pela prisão temporária dele pois estava tirando a tranquilidade dos familiares.

A Delegada de Polícia, Glênia Balieira Torres Aquino, ressaltou que foram feitas várias tentativas de intimá-lo, mas ele sempre conseguia fugir. “Devido à dificuldade para conseguir prendê-lo, os policiais o denominaram de ‘Lázaro do Agreste’. Da última vez que os policiais tentaram efetuar a sua prisão, ele fugiu pelo mato e saiu nadando pelo rio e, devido à chuva intensa na região e a dificuldade pela lama, não foi possível detê-lo. Desta vez foi diferente: foram destacados 10 policiais civis para a operação e a equipe conseguiu capturá-lo”, concluiu.

O preso foi ouvido na Delegacia e confessou os crimes. Ele, foi encaminhado para o sistema prisional.

Com esta ação da Delegacia de Homicídios da 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Janaúba, evidencia-se que a Polícia Civil não deixará impune quem opta por uma vida à margem das leis.

Equipe:

Delegada: Glênia Balieira Torres Aquino

Equipe: Investigadores de Polícia: Maraísa, Tiago, Farley, Luciano Vasconcelos, Hélio Cardoso, Nélio, Amarildo, Gabriel, Romildo e Marcos.

Escrivães: Edgar Cardoso Júnior e Elisângela Silva (ad hoc)

Coordenação: Márcia Miguel Meira (Delegada Regional).

Fonte: Polícia Civil

Jornalista Sueli Teixeira

Site Boneka Jaíba

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit