11 C
New York
quarta-feira, outubro 27, 2021
InícioSaúdeAtualização - Trocando o café pela cevada você ganhará saúde, sem perder...

Atualização – Trocando o café pela cevada você ganhará saúde, sem perder o sabor

O problema de evitar o consumo começa por aí; consumo dos componentes existentes no grão + a cafeína, fazem com que fique complicada a tarefa de extinguir totalmente o alimento da dieta.

A cevada é um grão cultivado principalmente no Brasil, muito conhecido entre os apreciadores da cerveja.

Conforme dados da Embrapa, 30% de toda a demanda mundial de fabricação de cerveja é suprida pela produção de grãos do Brasil.

O café possui muitos componentes que podem ser prejudiciais à saúde. 

Certas pessoas tem o vício de tomar muito café diariamente e com isto têm o acúmulo de cafeína no organismo  

Temos várias opções em substituir o café na nossa rotina diária e isto não é uma tarefa fácil, porque o consumo do café, tradicionalmente a bebida que acompanha as manhãs ou os intervalos do trabalho. 

O problema de evitar o consumo começa por aí; consumo dos componentes existentes no grão + a cafeína, fazem com que fique complicada a tarefa de extinguir totalmente o alimento da dieta.

Fator científico:

A cafeína atua bioquimicamente de uma forma que franqueia o fluxo de açúcar e de gordura na corrente sanguínea, muito embora já haja aí quantidade suficiente dessas substâncias. Tanto o excesso de açúcar no sangue quanto os triglicerídios (gorduras) tendem a causar moléstia cardíaca proveniente do endurecimento das artérias. Não seria comum encontrar uma pessoa cuja gordura no sangue fosse elevada só porque toma café. Mas a nicotina do fumo e o estresse que tende a conduzir a bioquímica na mesma direção como faz o café – juntamente com o café podem resultar em elevado teor de triglicerídios no sangue.

O café tende, também, a elevar a pressão sanguínea sistólica. Ele pode causar palpitações e arritmias ou irregularidades do coração em algumas pessoas. Estudos recentes conduzidos na Europa e nos Estados Unidos proporciona evidência de que beber café (ou chá com elevado teor de cafeína, ex. chá preto) aumenta o risco de ataque cardíaco. Isto se deve provavelmente à sua tendência para causar arritmias.

Há mais motivos do que o problema do ataque cardíaco para não se consumir café ou chá que tenha cafeína. A probabilidade de câncer na bexiga duplica com duas ou mais xícaras de café diariamente, de acordo com estudo recente. O café diminui a absorção de ferro não-hemoglobínico em 39%, quando tomado com uma refeição de hambúrguer. O chá diminui a absorção de ferro em 64%. Aumenta o fluxo gástrico e baixa a pressão do esfíncter inferior, causando azia. Mesmo os refrigerantes aumentam de três a cinco vezes a produção de ácido. A única bebida razoável para se tomar entre as refeições é a água. Citado por, Scharffenberg J.A.  – IAES, 1988.

Trocando o café pela cevada você ganhará em saúde, sem perder o sabor. Desta forma, podemos substituir o café sem que nosso organismo perceba grandes alterações na nossa rotina. Essa é uma alternativa muito recomendada e bastante saudável.

A cevada é um dos cereais mais produzidos no mundo, com diversas aplicações e uma longa carga de propriedades nutricionais.

A cevada é rica em vitaminas A, B, C e K e possui minerais como cálcio, selênio, cobre, magnésio, fósforo além de mais 20 aminoácidos que são essenciais para manter o bom funcionamento do organismo.

100 gramas de grão de cevada encontramos cerca de 73 gramas de carboidratos, 12 gramas de proteínas, 37,7 miligramas de selênio e 1,94 miligramas de magnésio.

A cevada é também rica em fibras, que ajudam na boa digestão e na redução do colesterol, por isso a cevada é considerada um alimento funcional 1.

O magnésio é utilizado no organismo humano na formação dos ossos e na liberação de energia dos músculos.

O selênio é um antioxidante que ajuda na proteção das células e do organismo.

Devido a alta concentração de vitamina B12 em sua composição, o metabolismo fica acelerado ajudando no processo de emagrecimento, pois aumenta a produção de energia para que o corpo gaste. Além disso, a cevada melhora a circulação sanguínea, o que também resulta no aumento da produção de energia das células.

A cevada é uma ótima aliada no controle hormonal, já que é rica em iodo que atua diretamente nas glândulas da tireoide.

A forma da cevada favorece o preparo da bebida de um jeito praticamente igual ao café. 

Uma substituição saudável porque a cevada não contém cafeína, um dos componentes mais condenados da famosa bebida nacional em sua composição.

Café cevada e seus benefícios

A cevada possui alguns aspectos que são semelhantes ao café, como: sabor, cor e aspecto, porém são livres da cafeína.

Estudos comprovam que a  cafeína é muito nociva ao corpo e dependendo da quantidade da substância ingerida, ela pode favorecer muito o aparecimento de tumores involuntários, aumento da pressão arterial e da frequência cardíaca.

A ação antioxidante presente na cevada, inibe o aparecimento de vários tipos de cânceres e doenças cardiovasculares.

Diante de todos esses dados fica fácil concluir que deixar de usar o café e passar a consumir cevada é uma questão de saúde.

A Superbom disponibiliza o produto de duas formas: torrada e moída ou solúvel. Na primeira opção, como já foi citado anteriormente, a cevada deve ser preparada da mesma forma que o café.

A segunda fica ainda mais fácil de se fazer, bastando apenas adicionar o pó de cevada na água (ou  leite, como preferir) diretamente no recipiente para consumo, sem a necessidade de coar. 

Ambas as formas garantem que você tenha uma vida mais natural e saudável.

Efeitos colaterais da cevada

Apesar dos benefícios, a cevada tem a desvantagem de conter glúten e apresenta efeitos colaterais se for tomada em excesso.

Por ser uma fibra dietética solúvel, a cevada pode contribuir para a formação de gases intestinais ou flatos e não é indicada para quem sofre de estômago sensível.

O que é o   é uma proteína presente naturalmente em muitos cereais, como o trigo, o centeio e a cevada. Ou seja, não é uma invenção da indústria moderna, por exemplo, como foi o caso da gordura trans, só para fazer uma comparação.

A frase “contém glúten”, encontrada em embalagens de diversos produtos alimentícios, serve para alertar as pessoas portadoras de hipersensibilidade imunomediada (doença celíaca) ou reações alérgicas ao glúten, para que não consumam aquele alimento pois, mesmo contendo traços pequenos dessa substância, pode ser prejudicial à saúde nesses casos.

Doença celíaca é uma doença autoimune crônica do intestino delgado causada por uma reação ao glúten em pessoas com predisposição genética. Os sintomas clássicos incluem problemas gastrointestinais como diarreia crônica, distensão abdominal, má-absorção intestinal e perda de apetite. Fora isto, não faz mal a outros organismos.

Explicado acima, o consumo da cafeína não é saudável.

Entretanto, a farinha de cevada verde ajuda na digestão, pois possui uma fibra que age como estimulante do organismo além de possui ação diurética, eliminando os líquidos que causam o inchaço no corpo.

Em Montes Claros eu comprei no Supermercado BH.

Jornalista Hernane Amaral

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit