sábado, maio 21, 2022
InícioCOVID-19Brasil contabiliza em 7 dias, 1.305.447 pessoas contaminadas e 3723 Óbitos.

Brasil contabiliza em 7 dias, 1.305.447 pessoas contaminadas e 3723 Óbitos.

Maior poder de contaminação de Covid-19, menor poder letal do vírus, países vão enfrentar a Pandemia com maiores Flexibilidades. São medidas já tomatadas nos Estados Unidos e Brasil.

Brasil contabilizou neste sábado (29/01) 179.816 contaminações por Covid-19, em 24 horas,  número de óbitos (640) ainda é está relativamente abaixo da média.

Somando o conjunto de dados, foram contabilizado nesta semana da terceira onda da Epidemia, 1.305.447 infectados e 3.723 óbtos de Covid-19.

Casos de Contaminção

Sábado 179.816

Sexta-feira 269.968

Quinta-feira 228.954

Quarta-feira 224.567

Terça-feira 183.722

Segunda-feira 83.340

Domingo 135.080

òbitos

Sábado 640

Sexta-feira 799

Quinta-feira 672

Quarta-feira 570

Terça-feira 487

Segunda-feira 259

Domingo 296

 

3723 óbitos

O ponto atual da pandemia que em 7 dias contaminou 1.305.447 pessoas, mostra que o vírus insiste em ficar.

 

Desta forma, estão dando condições  graduais para que os humanos desenvolvam alguma imunidade e aprendam a conviver com um vírus que se tornou menos letal.

 

O alto poder de contaminações e o baixo número de óbitos é uma evidência de que a variante Ômicron está causando doenças menos graves.

 

Outro fato gerador que chegou a hora de enfrentar o vírus, as condições atuais que a maior parte da população estão vacinados contra Covid.

Para ter um melhor entendimento leia

 

Entendam as novas diretrizes para o retorno dos trabalhadores infectados por Covid-19

 

 

A imunidade de rebanho é o termo que define o momento em que a cadeia de transmissão de uma doença dentro de um grupo populacional é interrompida por se ter atingido um grande percentual de indivíduos já imunizados contra o agente infeccioso. Esta imunidade, ou resistência à infecção, pode ser adquirida pelos indivíduos que se recuperaram, após sofrer a doença, ou foram vacinados contra o agente causador.

 

Essa possibilidade pode até dar certo com a Variante Ômicron, mas pode dar certo com o sars cov 2 (coronavírus Covid 19).

 

Para melhor entendimento leiam

 

Governo reduz prazo de isolamento de trabalhadores com Covid-19

 

Nesse momento de batalha, o importante é continuar a precaução para superar esse surto e depois reavaliar nossas condições de ter criado anticorpos. O virus avança e os hospitais estão sobrecarregados.

 

Essas perspectivas de enfrentamento a Ômicron estão se desenrolando, justamente quando o Brasil estabelece 269.968 um recorde de contaminações em 24 horas, desde o início da Pandemia.

 

Nessa semana que inicia neste Domingo (30/01), final do mês de Janeiro de 2022, será importante para analisar parcialmente as doses de reforços, as contaminações e o número de óbitos.

 

O grande problema do enfrentamento a Variante Ômicron está no sedentarismo, Com a Pandemia, o isolamento social e o lockdown, que foi uma medida administrativa para evitar um número maior de contaminações e mortes, fizeram com que as pessoas abandonassem as atividades físicas.

 

Conforme diretrizes do American College of Sports Medicine, praticar exercícios diariamente, contribui para uma resposta eficácia imunológica e podem gerar resultados a pacientes de infectados por Covid-19.

 

“Quem pratica exercícios diariamente, melhora o sono, redução da pressão arterial, redução de riscos de doenças cardíacas, redução de vários tipos de câncer e demencia (incluindo a doença de Alzheimer)”, Ruth Petersen, Diretora da Divisão de Nutrição, Atividades Físicas e Obesidade do CDC.

 

Tem meses que o medo perdeu forças aos que sentiram estão  protegidos dos piores efeitos do vírus porque estão vacinados, bem como aqueles que acreditam que os riscos da covid são exagerados. A empatia para com os vulneráveis está dando lugar a preocupações com empregos e a pressão sobre a família e os amigos.

 

O fim da Pandemia só vai ocorrer quando o virus evoluir para uma presença ocasional como uma gripe normal e menos grave na vida

 

Essa é a opinião de muitos especialistas em saúde pública e dos países que estão pressionando por políticas de “viver com covid”

 

Teste viral positivo

 

Se você testar positivo para o vírus que causa o COVID-19 , siga as etapas a seguir para proteger outras pessoas, independentemente do seu status de vacinação para COVID-19:

 

Isolar por pelo menos 5 dias e pode encerrar o isolamento se estiver sem febre por 24 horas, sem o uso de medicamentos para baixar a febre. Outros sintomas melhorarem (a perda de paladar e olfato pode persistir por semanas ou meses após a recuperação e não precisa atrasar o fim do isolamento).

 

O Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pretende adotar como política estratégia baseada em testes rápidos para encerrar o isolamento social.

 

Todos que testar positivo para COVID-19, que desenvolve ou não os sintomas, deve isolar pelo menos por 5 dias e use uma máscara bem ajustada para proteger outras pessoas em casa e em público.

 

Se você não puder usar uma máscara quando estiver perto de outras pessoas, continue isolado por 10 dias.

 

Entre em contato com seu médico o mais rápido possível se você tiver maior probabilidade de ficar muito doente por ser um adulto mais velho ou ter  condições médicas subjacentes ou se seus sintomas piorarem.

 

Converse com seu médico ou departamento de saúde local para descobrir quanto tempo você deve isolar-se.

O país acumula 25.034.806 contaminações por Covid e 625.884 óbitos.

 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit