11 C
New York
quarta-feira, outubro 20, 2021
InícioBrasilCirculação da variante delta é confirmada na capital de São Paulo

Circulação da variante delta é confirmada na capital de São Paulo

Com sintomas de dor de cabeça e corrimento nasal nos jovens, a cepa pode ser confundida com um forte resfriado

Cepa encontra originalmente na Índia é mais transmissível que outras variantes

A prefeitura de São Paulo confirmou na quarta-feira (14/7), primeiro contaminado na capital paulista. Trata-se de um homem de 45 anos, morador na zona leste.

Este paciente foi atendido na Unidade Básica de Saúde (UBS) de Belenzinho.

No comunicado, a Secretária Municipal de Saúde informa que houve a comprovação de circulação da cepa, e o rastreamento epidemiológico do paciente que teve contatos com cerca 40 pessoas. Nenhuma delas tinha viajado nas últimas semanas. A esposa do paciente também foi infectada pela covid-19.

O Setor de Rastreamento Municipal não conseguiu identificar a origem da transmissão da variante Delta, desta forma ocorreu uma Transmissão Comunitária.

Nota da Secretaria Municipal de Saúde da cidade.

“Após a investigação epidemiológica, não foi possível identificar a origem da infecção do homem de 45 anos que testou positivo para a variante delta do novo coronavírus na capital. Dessa forma, pode-se considerar a possibilidade de transmissão comunitária da variante no município”,

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, informou que completar o esquema vacinal contra a Covid-19 conforme a recomendação de cada fabricante contribui na proteção contra a variante delta (B.1.617.2 ou indiana) do SARS-CoV-2. A recomendação foi feita durante coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, ao lado do governador João Doria, do secretário estadual de saúde, Jean Gorinchteyn, e de outras autoridades.

Imunidade completa, com 1ª e 2ª doses, “ajuda substancialmente” contra a variante delta da Covid-19, afirma Dimas Covas

A capital do Rio de Janeiro já registrou casos de transmissão comunitária da variante Delta da Covid-19.

A variante SARS-CoV-2 Delta, também conhecida como linhagem B.1.617.2, é uma variante da linhagem B.1.617 do SARS-CoV-2, o vírus que causa COVID-19. Foi detectado pela primeira vez na Índia no final de 2020. A OMS nomeou-o variante Delta em 31 de maio de 2021.

A variante Delta, cepa identificada inicialmente na Índia, é mais transmissível.

Com sintomas de dor de cabeça e corrimento nasal nos jovens, a cepa pode ser confundida com um forte resfriado.

Desta forma, os infectados possam não se sentir muito doentes e a variante muito contagiosa,  coloca outras pessoas em risco.

Os contaminados podem sentir tosse, febre, perda de olfato e paladar.

Também podem aparecer sintomas como: calafrios, perda de apetite, dor de cabeça e dores musculares.

Os primeiros casos no Brasil da variante Delta foram registrados no fim de maio.

Àqueles que apresentarem estes sintomas, procure orientação médica.

Na China foi  registrado novos casos de covid-19 do país, aumentando a preocupação sobre a variante Delta.

Conforme o New York Times, os médicos chineses descobriram que os pacientes infectados com a variante Delta estão ficando em situações mais críticas e suas condições estão piorando em uma velocidade mais rápida.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou a “Variante Delta” como “variante de preocupação”.

Qualquer pessoa com sintomas de Covid-19 é orientada a fazer um teste.

O uso da máscara é a nossa maior defesa contra as variantes.

Vacinas da Pfizer BioNTech  e AstraZeneca protegem contra variante Delta

 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit