Corpos podem ser do jornalista Dom Phillips e indigenista Bruno

A polícia federal também prendeu mais um suspeito no envolvimento no desaparecimento do jornalista e do indigenista

0
77
Força Tarefa

Eduardo Alexandre Fontes, superintendente regional da Polícia Federal confirmou a notícia postada pelo Ministro Anderson Torres que foi encontrado restos mortais que, segundo informações dos suspeitos pelo crime, indicaram ser do indigenista Bruno Araújo Pereira e do Jornalista Inglês Dom Phillips.

A Polícia Federal (PF) informou que esperará que seja feito a perícia que identifique ser do jornalista e do indigenista, no dia (16/6). Os restos mortais foram encontrados na região da reserva indígena do Vale do Javari no Amazonas.

Amarildo afirmou a Policia Federal que outra pessoa foi a responsável por atirar em Pereira e Phillips. Ele disse ainda que sua participação foi apenas no momento em que ajudou a enterrar os dois.

Foram encontrados nos  materiais de Amarildo da Costa de Oliveira, 41 anos de idade, conhecido como Pelado, suspeito de envolvimento no desaparecimento e está preso desde a semana passada.

A polícia federal também prendeu mais um suspeito no envolvimento no desaparecimento do jornalista e do indigenista, na região do Vale do Javari, no oeste do Amazonas. O detido é Oseney da Costa de Oliveira, conhecido como Dos Santos, de 41 anos de idade.

A PF, que está à frente das forças de segurança na Operação Javari, ainda informou o cumprimento de dois mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça nesta terça-feira (14), com a apreensão de “alguns cartuchos de arma de fogo e um remo, os quais serão objeto de análise”.

No domingo (12), o Corpo de Bombeiros encontrou pertences dos dois e entre os itens achados, pelos mergulhadores estão um cartão de saúde, uma calça preta, um chinelo preto e um par de botas pertencente a Bruno Pereira; e um par de botas e uma mochila de Dom Philips.

Os pertences foram localizados após a realização de buscas fluviais com reconhecimento aéreo em uma área de 25 km na região do Rio Itaquaí, no local onde foi encontrada a embarcação de Amarildo Costa Oliveira.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui