11 C
New York
quarta-feira, outubro 20, 2021
InícioBrasilCovid-19 no Brasil - Atualização 26/7

Covid-19 no Brasil – Atualização 26/7

A Anvisa recebeu, nesta segunda-feira (26/7), a solicitação de autorização temporária de uso emergencial para a vacina contra Covid-19 da empresa Sinopharm.

O país registrou 550.502 vítimas e 18.999 novos casos e 19.707.662 de infectados pela Covid-19. 578 óbitos no período de 24 horas. Curados: 18.349.436 mi de brasileiros recuperados.

Média Móvel de Casos (45.117) está em alta de +10,86% em relação a 7 dias atrás (40.696) e de +0,43% em relação a 14 dias atrás (44.923)

Média Móvel de Óbitos (1.107) está em queda de -9,11% em relação a 7 dias atrás (1.218) e -15,04% em relação à 14 dias atrás (1.303)

O Ministério da Saúde aumentou para 63,3 milhões a previsão de doses de vacinas Covid-19 que serão entregues pelos laboratórios contratados,  para o mês de agosto.

O Instituto Butantan, que fabrica a vacina contra Covid-19 a Coronavac, aumentou a expectativa de 15 para 20 milhões de doses entregues para o próximo mês. A entrega dos imunizantes da Pfizer também teve ampliação: foi de 32,5 milhões para 33,3 milhões.

Além dessas doses, o Brasil também vai contar com a entrega de 10 milhões de doses da AstraZeneca, produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O Ministério da Saúde está estudando diminuir o intervalo entre doses da Pfizer de 3 meses para de 21 dias, conforme a indicação da bula do imunizante, informou hoje o Secretário Executivo do Ministério da Saúde Rodrigo Cruz.

Está havendo um estudo junto ao Conass, a Conasems e o Laboratório Farmacêutico para avaliar uma nova data para a decisão.

O Laboratório Farmacêutico Pfizer/ Pfizer e BioNTech não aprovaram o intervalo da vacina contra Covid-19 em 3 meses.

A Secretária de enfrentamento a Covid-19 informou que a presença da Cepa Indiana Delta Já presente em 98 países, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Com a chegada de vacinas para o mês de agosto, a previsão é que seja reduzido o tempo para aplicação da segunda dose e combater a variante Delta.

Butantan inicia estudo sobre eficácia da CoronaVac contra variante delta, afirma Dimas Covas
Imunidade completa, com 1ª e 2ª doses, “ajuda substancialmente” contra a variante delta da Covid-19, afirma Dimas Covas

Marcelo Queiroga confirmou que o intervalo de vacina da Pfizer deve ser reduzido de 3 meses para 21 dias. O Ministro da Saúde afirma ser “muito provável” que a decisão seja tomada em breve.

A Anvisa recebeu, nesta segunda-feira (26/7), a solicitação de autorização temporária de uso emergencial para a vacina contra Covid-19 da empresa Sinopharm.

Sobre terceira dose

Sintomas da Variante Delta 

A Variante Delta possui alta transmissibilidade e  pode infectar crianças, jovens adultos e até mesmo pessoas que tomaram as duas doses da vacina.

A variante Delta está colocando em alerta países com a vacinação avançada contra a Covid-19, como é o caso de Estados Unidos, Reino Unido e Israel.

Entre os sintomas mais comuns estão tosse, febre e dor de cabeça. Difícil identificar a diferença entre a infecção da variante Delta e uma gripe.

 

A orientação é buscar ajuda médica rapidamente.

Romeu Zema informou que o estado vai receber mais 841 mil doses para avançar a maior operação de vacinação da história de Minas. 

“Hoje chega 171 mil doses da CoronaVac e amanhã, 550 mil doses da AstraZeneca e 120 mil doses da Pfizer”, Romeu Zema.

Montes Claros

Mortes por coronavírus voltaram a subir, neste fim de semana, em M. Claros. Foram 4 mortes – mulheres de 50 e 78 anos, e homens de 59 e 63

Lembre-se de que a Pandemia não acabou, continue se protegendo! 

Temos uma variante mais transmissível circulando entre nós! 

Cuide-se e vacine-se quando chegar a sua vez!

As gestantes e puérperas maiores de 18 anos que tomaram a vacina Covid-19 da AstraZeneca! Está liberada a troca da vacina. 

Mulheres que tomaram AstraZeneca na 1ª dose podem tomar, preferencialmente, o imunizante da Pfizer na 2ª dose.

A recomendação é que a 2ª dose seja da vacina Covid19 da Pfizer. Se não tiver, a Coronavac também pode ser utilizada.

Mesmo vacinada, continue se cuidando: use máscara, lave sempre as mãos, mantenha uma distância segura e os ambientes ventilados.

https://gmundonews.com.br/campanha-de-vacinacao-das-gravidas-no-brasil/

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit