11 C
New York
terça-feira, setembro 21, 2021
InícioPolíticaDeputados críticos a Bivar buscam aumentar apoio a Bolsonaro na Câmara

Deputados críticos a Bivar buscam aumentar apoio a Bolsonaro na Câmara

source
Carla Zambelli e Jair Bolsonaro, do PSL arrow-options
Marcos Corrêa/PR

Carla Zambelli é uma das líderes do movimento crítico a Bivar em apoio a Bolsonaro

Os deputados críticos ao presidente do PSL, Luciano Bivar, se encontraram na noite desta segunda-feira em Brasília com os advogados de Jair Bolsonaro, Karina Kufa e Admar Gonzaga, para traçar uma estratégia. A ideia é adotar cautela e tentar angariar mais apoio na bancada do partido da Câmara, de 53 deputados.

Leia também: Cúpula do PSL ‘não tem moral para expulsar’, diz deputado ameaçado

Apenas 20 parlamentares do PSL aderiram à carta de apoio ao presidente Jair Bolsonaro, assinada na semana passada. A deputada Carla Zambelli (SP) estima que é possível chegar a 34 deputados. Quando houver um apoio maior ao movimento, é possível exigir uma mudança na cúpula do partido ou organizar uma saída jurídica, diz a parlamentar.

A direção do partido não vai expulsar nenhum deputado por enquanto, segundo interlocutores da Executiva Nacional ouvidos pelo jornal O Globo . Caso sejam expulsos, os deputados podem manter os seus mandatos e não podem ser acusados de infidelidade partidária, situação ideal para os dissidentes.

Liderando o movimento contra Bivar estão Bibo Nunes (RS), Alê Silva (MG) e a própria Carla Zambelli , os críticos mais fervorosos do partido. Eles pedem que o partido os expulse, mas a direção indica que, caso algum parlamentar saia, irá exigir na Justiça que o suplente do PSL assuma o mandato na Câmara.

Leia também: “Tic tac Bolsonaro” vira um dos assuntos mais comentados nas redes

O deputado Junior Bozzella (SP), ligado a Bivar , disse nesta segunda-feira (14) ao jornal O Globo que, além dos três, o deputado estadual Douglas Garcia (SP) também poderia ser expulso pela Executiva Nacional. Mais tarde na segunda-feira, afirmou que “nem precisa expulsar ninguém”. Há uma convenção da Executiva marcada para a próxima sexta-feira.

“Só abrir mão do fundo e pedir pra sair. Nem precisa expulsar ninguém. Quem xinga o partido em público não adianta pedir desculpas no particular porque está com medo de perder a grana”, afirmou Bozzella.

Leia também: Presidente do PSL é alvo de mandados de busca e apreensão da Polícia Federal

Um dirigente do PSL também ligado a Bivar explica que Bozzella “lançou um desafio”, mas que não há nenhum plano concreto para expulsão de deputados por enquanto. Segundo Carla Zambelli, o presidente Bolsonaro está aguardando a movimentação na Câmara para tomar uma decisão em conjunto sobre sair ou não do partido.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit