Em Montes Claros – MG, fiéis assistem à Missa “Tridentina” e rezam novena por celebrações dominicais

1
263

Imagens por Anderson Santos

No dia 04/10/2019, católicos de Montes Claros – MG assistiram à tradicional “Missa Tridentina”, conhecida também como Missa de São Pio V, em latim, com cantos gregorianos e tendo o padre voltado para o altar, na paróquia Nossa Senhora Rosa Mística. Os fiéis, simpatizantes com o tradicional rito, que foi formado durante os séculos na história da Igreja Católica, têm acesso a ele na cidade norte-mineira desde agosto de 2012.

“O zelo pelo sagrado, devido ao Santo Sacrifício do Altar, e a valorização do silêncio, tão difíceis de se encontrarem atualmente, favorece estarmos em contínua oração durante a Missa”, afirmou a Sra. Maria Nazaré, que frequenta assiduamente as celebrações.

Outra característica que chama muito a atenção de quem vai pela primeira vez à Missa Tridentina é o uso do véu pelas mulheres. “A Igreja cobre com véu tudo aquilo que é sagrado! Cobrir a cabeça nos faz recordar que Jesus Cristo no altar é o centro de nossa Fé, e que por isso devemos direcionar toda nossa atenção para Ele. O véu favorece nossa modéstia feminina, exteriormente e interiormente.”, justifica a Sra. Bárbara Guedes, segurando seu filho caçula. Ao ser indagada do motivo por que trajava vestido comprido, como quase todas as presentes na Missa, a Sra. Géssika Santos respondeu: “O recato consigo mesma, favorecendo o pudor e a feminilidade, é caridade para com o próximo e para com Deus, que está presente no Sacrário. Após frequentar a Missa Tridentina e, aos poucos, ir conhecendo a Tradição da Igreja, procurei vestir-me de igual maneira nas demais ocasiões do dia-a-dia, pois aprendi que a modéstia não vale apenas para a Santa Missa, mas para a vida”, testemunhou a referida senhora.

Recorrendo à Padroeira

Embora venha ocorrendo há sete anos, com alternância de paróquias e também de capelães celebrantes, as missas tridentinas em Montes Claros não se realizam aos domingos, contrariando o Motu Proprio Summorum Pontificum, documento expedido em 2007 pelo então Papa Bento XVI, que deu maior liberdade para sacerdotes do mundo inteiro celebrarem neste rito antigo. Diante disso, os leigos envolvidos decidiram fazer uma novena à Nossa Senhora Aparecida, suplicando por esta causa. A novena foi rezada por centenas de fiéis entre os dias 03 e 11 de outubro de 2019. Houve inclusive recitação conjunta na última sexta-feira, dia 04/10, antes do início da Santa Missa.

“Muitos nos perguntam quando teremos finalmente a Missa Tridentina dominical. São pessoas de diversos bairros e até de outros municípios vizinhos, na arquidiocese, que desejam acesso mais facilitado a este Tesouro da Igreja.”, comentou o Sr. João Soares de O. Junior, secretário da Confraria de Fiéis que promove a Missa Tridentina na região. “O que posso dizer por agora é que devemos à Virgem Santíssima esta Graça que é a Missa Tradicional em nossa cidade, apesar dos percalços e dificuldades. Ao recorrermos à Padroeira do Brasil, mostramos que temos ciência de onde virá mais esta graça que é a Missa Tridentina Dominical… A missa tradicional é uma grande dádiva na Igreja, que não ficou no passado como muitos pensam, infelizmente. Cremos que é o futuro para restauração da autêntica Fé em tantas almas tíbias, não apenas em nossa cidade, como também nesta Terra de Santa Cruz, que é o nosso país.”, completou o Sr. João, sem querer responder a mais indagações. Ele também é o atual Presidente da Sociedade da Santíssima Virgem Maria – SSVM, instituição que promove a Tradição Católica por onde se faz presente no Brasil através de seus membros.

Tradição e Devoção

Após as orações finais da Missa, o sacerdote, Cônego Michel Valério, O. Praem., recitou uma oração datada de 1928, composta pelo Papa Pio XI, em “desagravo” ao Sagrado Coração de Jesus. O coordenador dos acólitos, Sr. Fábio Ribeiro, explicou à nossa edição: “É uma oração fora da Missa. Tradicionalmente aqui recitamos nas primeiras sextas-feiras de cada mês por ser dia de comunhão reparadora, uma grande devoção que já foi mais difundida em outros tempos do que hoje. E com relação ao Rito Romano Tradicional, utilizado na celebração da Missa, há alguns detalhes, menos perceptíveis aos leigos, que favorecem a transmissão da Tradição da Igreja, entre eles: as rubricas, o modo orgânico com que foram sendo inseridas no decorrer dos séculos, e o silêncio orante, ou seja, a forma com que a ampla maioria das orações é feita pelo padre, em voz baixa, enquanto os fiéis acompanham em oração silenciosa, em profunda meditação interior, e só respondem às orações feitas em voz alta pelo padre. Outro aspecto muito importante são os paramentos do sacerdote, com cores e estilos específicos, cada qual com seu significado, para cada classe de celebração, conforme o Missal Romano, independentemente do padre que irá celebrar. Tudo isso foi colocado na missa pelo bimilenar magistério da Igreja e favorece a transmissão da sua Tradição. De fato, ‘lex orandi lex credendi’: a lei da oração é a lei da Fé. Ou seja, reza-se como se crê.”

Por fim, depois que o sacerdote terminou a celebração e saiu do presbitério, retornou para a benção de imposição do “Escapulário de Nossa Senhora do Carmo”. Esse escapulário trata-se de um sacramental popular entre os católicos, cuja origem remete ao século XIII, e que exige, ao ser posto nos fiéis, uma benção própria, individual, feita pelo sacerdote. Idosos, jovens e até crianças receberam o escapulário nesse dia.

Devoções e tradições mesmo num templo de arquitetura moderna, essa é a Missa Tridentina em Montes Claros – MG.

A Paróquia Nª Srª Rosa Mística, onde acontecem as missas, fica no bairro São Luiz. Para mais informações, acessem https://ssvm.org.br/missa-tridentina/.

1 COMENTÁRIO

  1. Vários bispos modernistas, infelizmente, negam a Sagrada Tradição, enquanto promovem o ecumenismo com as falsas religiões. Mas se querem uma dica para conseguirem a Missa Tridentina dominical em Montes Claros: busquem por uma centena de católicos que desejam a celebração e apareçam para conversar com o bispo. É muito provável que ele permitirá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui