11 C
New York
segunda-feira, junho 21, 2021
HomeBrasilEx-presidente Lula e o irmão são denunciados pela Lava Jato de São...

Ex-presidente Lula e o irmão são denunciados pela Lava Jato de São Paulo por mesada da Odebrecht

Nesta segunda-feira (9), o ex-presidente Lula e seu irmão Frei Chico, foram denunciados pela Lava Jato de São Paulo, por corrupção passiva continuada por receberem mesada da Odebrecht.

O Ministério Público na denúncia, afirma que Frei Chico recebeu uma mesada de R$ 1,1 milhão entre 2003 e 2015 como parte de um pacote de vantagens indevidas oferecida ao petista pela empreiteira. Os pagamentos começaram no valor de R$ 3 mil a R$ 5 mil por mês.

Foram também alvos da denuncia os empresários Marcelo e Emílio Odebrecht, e o ex-diretor da Odebrecht Alexandrino Alencar. A denúncia foi feita pela 7ª Vara Criminal da Justiça de São Paulo.

A mesada ao Frei Chico teria sido a maneira com que a Odebrecht manteve contato próximo ao ex-presidente Lula.

Os procuradores afirma que os pagamentos foram parte de esquema de vantagens indevidas oferecidas a Lula e em contrapartida, a Odebrecht recebia diversos benefícios junto ao governo federal.

Frei Chico (José Ferreira da Silva), militante sindical histórico, foi o irmão que levou Lula à vida sindical O apelido de Frei Chico surgiu no Sindicato dos  Metalúrgicos de São Bernardo, Hoje Frei Chico trabalha como consultor sindical.

Frei Chico tem um relacionamento pessoal próximo ao ex-presidente, do tipo a frequentar a casa do irmão aos domingos. O apelido de Frei Chico na lista de propina da Odebrecht era “metralha”.

O irmão foi a maneira que Emilio Odebrecht, buscou na aproximação ao Lula e o contratou como consultor para intermediar um diálogo entre a empresa e os trabalhadores. Mesmo com o fim do contrato os pagamentos continuados, motivo da acusação.

No seu depoimento, Frei Chico nega a acusação e admitiu receber os pagamentos, entretanto, alegou que as consultorias prosseguiram após 2003. Os acusados não provaram as consultorias realizadas depois do fim do contrato.

O ex-presidente nega a acusação e em nota, o advogado de Lula,  Cristiano Zanin diz que a denúncia “não descreve e muito menos comprova qualquer ato ilegal praticado pelo ex-presidente” e o ex-presidente “jamais ofereceu ao Grupo Odebrech qualquer, pacote de vantagens indevidas”.

Leia a íntegra da nota:

A denúncia oferecida hoje (09/09/2019) em São Paulo pelos procuradores da franquia “Lava Jato” contra Lula repete as mesmas e descabidas acusações já apresentadas em outras ações penais contra o ex-presidente, em especial, a ação penal nº 5063130-17.2016.4.04.7000 (caso do imóvel que nunca foi destinado ao Instituto Lula), que tramita perante a 13ª. Vara Federal Criminal de Curitiba e a ação penal nº 1026137-89.2018.4.01.3400/DF, que tramita perante a 10ª. Vara Federal Criminal de Brasília (caso Janus).

Lula jamais ofereceu ao Grupo Odebrecht qualquer “pacote de vantagens indevidas”, tanto é que a denúncia não descreve e muito menos comprova qualquer ato ilegal praticado pelo ex-presidente. Mais uma vez o Ministério Público recorreu ao subterfúgio do “ato indeterminado”, numa espécie de curinga usado para multiplicar acusações descabidas contra Lula. O ex-presidente também jamais pediu qualquer vantagem indevida para si ou para qualquer de seus familiares.

A denúncia sai no dia seguinte de graves revelações pelo jornal Folha de S. Paulo de atuação ilegal da Lava Jato contra Lula, mostrando a ocultação de provas de inocência e ação indevida e ilegal voltada a romper a democracia no País.

O uso de processos criminais e a repetição das mesmas e descabidas acusações em processos diferentes comprova que Lula é vítima de “ lawfare”, que consiste no abuso das leis e dos procedimentos jurídicos para promover perseguições política

Cristiano Zanin Martins

 

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit
admin on Turpis Nisl Sit