segunda-feira, maio 23, 2022
InícioEstados UnidosFed eleva taxa de juros dos EUA em 0,5 ponto percentual

Fed eleva taxa de juros dos EUA em 0,5 ponto percentual

IBOV fecha em alta de 1,7% e dólar cai a R$ 4,90 alta após falas do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, darem um tom menos agressivo no combate à inflação nos Estados Unidos

Estados Unidos

Mesmo reduzindo o déficit US$ 350 bilhões em 2021, Os Estados Unidos enfrenta a maior inflação em mais de 40 anos.

O Federal Reserve está aumentando as taxas de juros em toda a economia americana.

À medida que o banco central corre para se antecipar ao aumento da inflação, Fed eleva taxa de juros dos EUA em 0,5 pontos percentual, para 1% ao ano.

O Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) elevou as taxas de juros em 0,5 pontos percentuais para uma meta de 0,75 a 1%.

“A inflação está muito alta e entendemos as dificuldades que está causando. E estamos nos movendo rapidamente para trazê-lo de volta”, disse o presidente do Fed, Jerome Powell.

As autoridades do Fed esperam reduzir a inflação reduzindo os gastos dos consumidores e das empresas por meio de taxas de juros mais altas.

À medida que as famílias e as empresas enfrentam custos de empréstimos mais altos, elas podem estar menos dispostas a gastar dinheiro em bens e serviços.

As elevações adicionais na meta da faixa de juros seriam apropriadas, e que pretende desacelerar, e posteriormente suspender, a redução de tamanho do seu balanço apenas quando as reservas estiverem “um pouco acima” do nível considerado consistente com as reservas amplas.

A justificativa do FED está na desaceleração da economia causada pela Pandemia da Covid-19 e a Guerra na Ucrânia.

Com a aceleração dos preços de alimentos, energia e bens de consumo, o objetivo do Fed é esfriar os gastos – e o crescimento econômico – tornando mais caro para indivíduos e empresas tomarem empréstimos. O banco central espera que os custos mais altos de hipotecas, cartões de crédito e empréstimos para automóveis reduzam os gastos o suficiente para domar a inflação, mas não tanto a ponto de causar uma recessão.

O Fed também anunciou que começará a reduzir seu enorme balanço patrimonial de US$ 9 trilhões, que consiste principalmente em títulos do Tesouro e hipotecas. Essas participações mais que dobraram após a recessão da pandemia, quando o Fed comprou trilhões em títulos para tentar manter as taxas de empréstimos de longo prazo. A redução das participações do Fed terá o efeito de aumentar ainda mais os custos dos empréstimos em toda a economia.

No Brasil

IBOV fecha em alta de 1,7%, aos 108.344 pontos.

Dólar cai 1,2%, a R$ 4,90, com alívio dos ativos de risco pelo mundo, nesta quarta-feira (4), revertendo um movimento de alta após falas do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, darem um tom menos agressivo no combate à inflação que o esperado pelo mercado.

Em NY, S&P 500 +3% e o Nasdaq +3,2%. Índice Dólar (DXY) -1%.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit