Governo do Rio inicia obras emergenciais em bairros de Petrópolis

0
74

Por Zoh Andrade

O governo do Rio de Janeiro deu início, esta semana, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Obras (Seinfra), às sondagens (reconhecimento do solo) e topografia de sete pontos em Petrópolis que receberão as primeiras obras emergenciais, após a destruição causada pelas fortes chuvas que atingiram o município serrano no dia 15 de fevereiro. O governador Cláudio Castro liberou R$ 150 milhões para as intervenções em andamento nos bairros Valparaiso, Castelânea, Morin e no centro da cidade. 

O secretário de Infraestrutura, Max Lemos, informou que foram retiradas quase 60 mil toneladas de resíduos pela força-tarefa montada pelo governo desde o dia 15, com a participação de diversas secretarias. “Estamos trabalhando duro para reconstruir o que foi destruído nas chuvas e para dar mais segurança aos moradores dessas áreas que serão beneficiadas com obras de contenção de encostas, recuperação da margem de canal e vias, entre outras”, disse Lemos.

Obras

Na Avenida Washington Luiz, em Valparaíso, próximo da antiga fábrica de tecidos, serão reconstruídos os muros de contenção do Rio Quitandinha nos trechos que sofreram erosão nas margens. Será feita também a recuperação dos muros de pedra remanescentes, além da reconstrução da canalização e recomposição do pavimento e guarda-corpo entre as ruas Rocha Cardoso e Doutor Nelson Rocha de Sá Earp.

Na Rua Teresa, que concentra as lojas de confecções, as obras consistem na contenção, retaludamento e revegetação da encosta, além da recuperação da rede de drenagem. O retaludamento é um tipo de contenção mais simples que utiliza o solo como seu principal material. Os mesmos serviços serão realizados nas ruas 24 de Maio e Nova, no centro. As rochas soltas serão removidas e será feita a fixação do maciço rochoso que ficou exposto, por meio de chumbamento e envelopamento com telas de aço.

Na Avenida Getúlio Vargas, esquina com Rua Lopes de Castro, serão feitas obras de contenção de encostas, recuperação da cobertura vegetal do morro e drenagem das ruas. Já na Rua Conde D´Eu, no bairro Castelânea, serão feitas obras de contenção de encostas, retaludamento e revegetação da encosta, além da recuperação da rede de drenagem.

Na Rua Pedro Ivo, no bairro Morim, as intervenções têm como objetivo a recuperação da calçada e parte da via, que deslizou com o impacto das chuvas. Serão feitas obras de contenção de encostas, recuperação da encosta e recuperação da drenagem.

O secretário de Infraestrutura disse que esse primeiro trabalho é essencial para avaliar as condições do solo e definir os tipos de intervenções necessárias para minimizar os impactos das fortes chuvas na região. “Depois de retirar lixo e entulhos das ruas e ajudar na limpeza de vários locais, agora o momento é de trabalhar para evitar novas tragédias e possibilitar o recomeço com segurança e tranquilidade para a população”, destacou.

BR-40

A alteração viária, com implantação de mão dupla na BR-040, no KM-81, sentido Juiz de Fora (MG), é outra intervenção aguardada. A obra vai ligar de forma mais rápida os bairros Bingen e Quitandinha, que constituem dois grandes centros urbanos do município. O governo do estado vai financiar 100% dos custos operacionais para os testes iniciais. A previsão é que a mudança provisória ocorra já nos próximos dias.

Fonte:Agência  Brasil

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui