11 C
New York
terça-feira, setembro 28, 2021
InícioHospital de CampanhaHospital de campanha deve entrar em operação antes de 15 de julho,...

Hospital de campanha deve entrar em operação antes de 15 de julho, diz secretário de Saúde de MG

O hospital de campanha montado no Expominas, no bairro Gameleira, na Região Oeste de Belo Horizonte, deve começar a funcionar até a semana que vem. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Amaral, durante coletiva nesta segunda-feira (6).

“Nós estamos em um processo avançado, já de preparação para abertura de alguns leitos do hospital de campanha. A ideia nossa é que esses leitos entrem em operação antes do dia 15. O que nós objetivamos com esses leitos é que eles deem suporte à capacidade que nós temos de operação na Fhemig”, disse o secretário.

No início do mês, o governo garantiu que, se necessário, já pode abrir 30% do hospital de campanha com profissionais e gestão próprios, enquanto o processo de seleção da Organização Social, que vai gerir a estrutura, segue em andamento até o dia 16 de julho. A estrutura tem 740 leitos de enfermaria e 28 de estabilização, mas não tem leitos de UTI, que são o gargalo do SUS.

  O hospital de campanha montado no Expominas, no bairro Gameleira, na Região Oeste de Belo Horizonte, deve começar a funcionar até a semana que vem. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Carlos Amaral, durante coletiva nesta segunda-feira (6).      “Nós estamos em um processo avançado, já de preparação para abertura de alguns leitos do hospital de campanha. A ideia nossa é que esses leitos entrem em operação antes do dia 15. O que nós objetivamos com esses leitos é que eles deem suporte à capacidade que nós temos de operação na Fhemig”, disse o secretário.   No início do mês, o governo garantiu que, se necessário, já pode abrir 30% do hospital de campanha com profissionais e gestão próprios, enquanto o processo de seleção da Organização Social, que vai gerir a estrutura, segue em andamento até o dia 16 de julho. A estrutura tem 740 leitos de enfermaria e 28 de estabilização, mas não tem leitos de UTI, que são o gargalo do SUS.

 

Após o processo seletivo, a Organização Social tem prazo de três meses para colocar em funcionamento cerca de 35% dos leitos, segundo o edital de contratação. O documento, no entanto, não é claro quanto ao prazo para a habilitação total da estrutura. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), a ativação do restante do hospital vai ocorrer se houver demanda.

De acordo com boletim epidemiológico divulgado pela SES nesta segunda-feira, 1.230 pessoas morreram de Covid-19 em Minas Gerais. Foram 59.626 casos confirmados da doença no estado.

Ocupação de leitos

Depois de uma semana sem divulgar a ocupação de leitos em Minas Gerais, o secretário disse que os dados voltarão a ser mostrados nesta segunda-feira (6).

Na semana passada, ao ser questionada sobre o motivo da interrupção, a SES disse em nota que “trabalha internamente para unificar os sistemas de gerenciamento de leitos (SUS Fácil, CNES e Credenciamento Estadual) e ter uma compreensão ainda melhor da realidade dos hospitais em Minas Gerais”.

Segundo o secretário, a metodologia adotada agora é mais segura, o que gera “maior confiabilidade” nos dados.

Fonte:G1

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit