Hubble captura um mar de lantejoulas

Este instantâneo estrelado é de um programa do Hubble que investiga aglomerados globulares localizados em direção ao coração de nossa galáxia, a Via Láctea. 

0
60
Aglomerado globular Terzan 9 na constelação de Sagitário, em direção ao centro da Via Láctea. 

Esta imagem repleta de estrelas mostra o aglomerado globular Terzan 9 na constelação de Sagitário, em direção ao centro da Via Láctea. O Telescópio Espacial Hubble da NASA/ESA capturou esta cena brilhante usando sua Wide Field Camera 3 e Advanced Camera for Surveys.

Aglomerados globulares são grupos estáveis ​​e fortemente ligados de dezenas de milhares a milhões de estrelas. Como esta imagem demonstra, os corações dos aglomerados globulares são densamente repletos de estrelas. Terzan 9 é pontilhado com tantas estrelas brilhantes que se assemelha a um mar de lantejoulas ou a um grande baú de tesouro repleto de ouro.

Este instantâneo estrelado é de um programa do Hubble que investiga aglomerados globulares localizados em direção ao coração de nossa galáxia, a Via Láctea. A região central da Via Láctea contém um grupo de estrelas bem compactado conhecido como bojo galáctico, rico em poeira interestelar. Essa poeira dificulta o estudo dos aglomerados globulares próximos ao centro da galáxia, pois absorve a luz das estrelas e pode até alterar as cores aparentes das estrelas nesses aglomerados. A sensibilidade do Hubble em comprimentos de onda visíveis e infravermelhos permite que os astrônomos meçam como as cores das estrelas mudam devido à poeira interestelar. Conhecer a verdadeira cor e brilho de uma estrela permite aos astrônomos estimar sua idade e, assim, estimar a idade do aglomerado globular.

 

Crédito do texto: Agência Espacial Européia (ESA)
Crédito da imagem: ESA/Hubble & NASA, R. Cohen

Fonte Nasa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui