11 C
New York
sexta-feira, dezembro 3, 2021
InícioBrasilMoro escolher Affonso Pastore como seu conselheiro econômico

Moro escolher Affonso Pastore como seu conselheiro econômico

Affonso Pastore é um ferrenho crítico do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do governo de Jair Bolsonaro. Para Pastore chegou a declarar que o “populismo” do mandatário influenciou diretamente na piora dos preços e indicadores do mercado financeiro.

O ex-presidente do Banco Central Affonso Celso Pastore, de 82 anos, doutor em Economia pela Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas da Universidade de São Paulo (FEA-USP).

Pastore foi presidente do Banco Central (BC) entre os anos de 1983 e 1985, durante o governo de João Figueiredo, ex-diretor da Faculdade de Economia da USP. Atualmente é colunista do jornal O Estado de S. Paulo e sócio de uma empresa de consultoria macroeconômica.

O conselheiro de Moro, o economista Affonso Pastore, durante entrevista concedida ao jornal O Valor, em julho, reforçou sua esperança que o ex-juiz seja a “terceira via”.

Para Pastore, o país corre o risco de perpetuar alguns erros do passado, confirmado em um livro postado por Sérgio Moro em suas redes sociais.

“O Brasil precisa de pessoas honestas e especialistas capacitados que, juntos, pensem em soluções para resolver os problemas do país, como o combate à fome, a geração de emprego e a responsabilidade fiscal”, Sérgio Moro.

Pastore apresentado como conselheiro econômico pelo ex-juiz, irritou profundamente o ministro da Economia Paulo Guedes.

Parece que o Plano Econômico de Sérgio Moro, terá o foco dividido entre o combate à pobreza, o crescimento com distribuição de renda e a responsabilidade fiscal.

Apurações leva que o ex-ministro da Justiça de Bolsonaro já teria começado a desenhar um plano econômico.

Affonso Pastore é um ferrenho crítico do ministro da Economia, Paulo Guedes, e do governo de Jair Bolsonaro. Para Pastore chegou a declarar que o “populismo” do mandatário influenciou diretamente na piora dos preços e indicadores do mercado financeiro.

Em uma de suas declarações, Bolsonaro está mais preocupado em “vencer as eleições do que resolver os problemas econômicos do País”.

Sérgio Moro aceitou o convite de filiação ao Podemos e vai concorrer a presidência em 2022

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit