segunda-feira, maio 23, 2022
InícioMundoMoscou ataca bairros residenciais de Kiev

Moscou ataca bairros residenciais de Kiev

"Não nos abandonem, provem que vocês são europeus", diz Zelensky ao Parlamento da UE

O Kremlin anunciou guerra com a Ucrânia com várias ameaças (até nucleares): ao governo ucraniano, aos militares e aos parceiros de Kiev.

E Putin vê a própria existência da OTAN e dos Estados Unidos como uma ameaça à sua própria existência. Segundo ele, os países da OTAN apoiam “nacionalistas extremistas” e “neo-nazistas” na Ucrânia. Para o líder do Kremlin, a própria Ucrânia é “nosso território histórico”, “anti-Rússia hostil”.

A tática dos russos é desferir golpes nos principais centros regionais. Colaboradores informam que eles são vistos em Kiev, Mykolaiv, Kharkiv, Zaporizhia, Sumy e assim por diante.

A estratégia é forçar o governo a se render a Vladimir Putin, entretanto, os russos imaginavam que seria recebido com flores. A primeira estratégia falhou e o primeiro objetivo não foi alcançado.

Relatos de ataques em bairros residenciais de Kiev, bombardeio pesado em Kharkiv

As forças russas dispararam um projétil contra um prédio do governo na praça central da segunda maior cidade da Ucrânia, Kharkiv, na manhã de terça-feira, um dia depois de dezenas de vítimas terem sido mortas por outros ataques na cidade.

Os bombardeios russos foram intensificados na madrugada de segunda-feira para terça-feira. Teve impacto nos serviços de telecomunicação na região de Kiev.

Moscou notificou que afirmou que irá ser atacados, recomendação para que os moradores da capital ucraniana evacuem áreas atingidas.

Mais cedo, a Rússia também já havia bombardeado a segunda maior cidade do país, Kharkiv, derrubando prédios governamentais e deixando mortos e feridos.

O presidente Zelensky chamou de ataque terrorista.

De acordo com o Ministério da Defesa, o número de ocupantes russos destruídos ultrapassou 5.700 pessoas. Centenas de veículos blindados foram destruídos, incluindo, tanques e helicópteros.

Em Kharkiv – brigas e incêndios após explosões em várias áreas, os militares russos continuam a bombardear a cidade.

 

Mais cedo, os projéteis atingiram o Instituto de Tropas de Tanques em Cold Mountain e caíram no Pólo de Pavlovo.

De acordo com Gerashchenko, em Kharkiv apenas (no final da noite de 1º de março) um ataque com mísseis foi realizado em uma escola de tanques, e o inimigo alvejou depósitos militares. Ele acrescentou que as armas há muito foram retiradas dos armazéns.

 

Casas residenciais em Zhytomyr estavam pegando fogo e moradores estavam sendo resgatados após um ataque a uma base militar, de acordo com o serviço de emergência estatal da Ucrânia.

Pelo menos duas pessoas morreram e três ficaram feridas no ataque de Zhytomyr, de acordo com a Ukrinform, que também informou que dez casas particulares foram danificadas, com três delas em chamas. Mais pessoas ainda podem estar presas nos escombros.

Nesta terça-feira (01/03), o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, discursou no parlamento europeu e pediu para que seu país entre no bloco da União Europeia.

“Para o mundo: qual é o sentido de dizer “nunca mais” por 80 anos, se o mundo fica em silêncio quando uma bomba cai no mesmo local de Babyn Yar? Pelo menos 5 mortos. História se repetindo” Volodymyr Zelensky

Volodymyr Zelensky disse ao Parlamento Europeu, que cidades da Ucrânia enfrentam intenso bombardeio enquanto comboio russo se aproxima de Kiev.

O presidente ucraniano informou que o inimigo está enfrentando uma resistência feroz no terreno, enquanto isto, Moscou parecia intensificar seu ataque aéreo.

Zelenskyy prometeu defender Kiev e procurou reunir seu país e a comunidade internacional contra o que chamou de “terror direto e indisfarçado” de Moscou. “Ninguém vai perdoar. Ninguém vai esquecer”, disse ele.

“Isso é terror contra a Ucrânia. Não havia alvos militares na praça – nem nos bairros residenciais de Kharkiv que estão sob fogo de artilharia de foguetes”, disse o presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy.

Zelensky exige o fim dos bombardeios antes de novas negociações

Fonte; Agência de Notícia Ucraniana

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit