11 C
New York
quarta-feira, outubro 20, 2021
InícioBrasilO Ministério da Saúde aprovou doses de reforço para os profissionais da...

O Ministério da Saúde aprovou doses de reforço para os profissionais da saúde.

Queiroga informou que a preferencia é pela vacina da Pfizer, e o profissional tenha sido vacinado pelo menos seis meses de diferença da segunda dose.

A informação foi dada nesta sexta-feira (24/9) pelo Ministro da Saúde Marcelo Queiroga em seu perfil da rede social Twitter.

Queiroga informou que a preferencia é pela vacina da Pfizer, e o profissional tenha sido vacinado pelo menos seis meses de diferença da segunda dose.

a Pasta garantiu o envio de 1,1 milhão de doses para reforçar a imunização de pessoas com alto grau de imunossupressão, 1,1 milhão para aplicar nos brasileiros acima de 70 anos e 16 mil para imunizar indígenas.

Um estudo publicado no periódico científico The New England Journal of Medicine mostrou que a vacina fabricada pela Moderna conseguiu manter eficácia de 94% na prevenção do Covid-19 seis meses após a aplicação da segunda dose.

Um novo estudo da Fiocruz sobre a efetividade da vacinação no Brasil aponta que a população foi beneficiada pelo plano de vacinação contra o vírus Sars-CoV-2 na prevenção de casos graves e óbitos por Covid-19, apesar de variação da efetividade de acordo com a faixa etária analisada. A análise, que também incluiu vacinados com a primeira dose da Pfizer, foi realizada entre 17 de janeiro e 19 de julho de 2021, um total de seis meses, em que houve predominância da variante Gamma. O estudo avaliou mais de 66 milhões de registros e está disponível no repositório online MedRxiv, sob a forma de preprint (sem revisão de seus pares).

A avaliação com o imunizante da Pfizer foi de proteção de 89,9% na prevenção de mortes no  grupo etário de 40 a 59 anos, na maioria com a primeira dose. O estudo avaliou de forma conjunta indivíduos parcialmente e completamente imunizados e é a primeira avaliação nacional com este imunizante.

“A efetividade também variou entre as regiões (Norte, Nordeste, Sudeste, Sul, Centro-Oeste) e o efeito de redução de efetividade entre faixas etárias mais longevas foi mais pronunciado no Sudeste e no Sul. Como esperado, a efetividade aumenta com a segunda dose, portanto é importante completar o esquema vacinal”, diz o pesquisador Daniel Villela, coordenador e um dos autores do estudo. A pesquisa utilizou as bases de dados do SI-PNI e SivepGripe e contou mais de 66 milhões de registros no total, incluindo vacinados e casos, e 65,8 milhões de registros de vacinados, com uma dose ou esquema completo.

O ministro ainda informou que “Nota Técnica na noite de ontem, com orientações para a vacinação em adolescentes sem comorbidades. Jovens de 12 a 17 anos deverão ser vacinados seguindo ordem de prioridades, e apenas com a vacina Pzier, única autorizada pela ANVISA”.

Conforme o Ministério da Saúde, o momento, 245,8 mil brasileiros acima de 70 anos e 4,5 mil imunossuprimidos já receberam a dose de reforço ou adicional contra a doença.

“Chamamos de dose de reforço àquela que reativa, reforça o sistema imunológico do paciente. Por isso, o recomendado é aplicar após seis meses e em grupos que começam a perder a resposta imune. Já a dose adicional nós aplicamos em alguns grupos que precisam de uma dose a mais para completar o esquema vacinal, como é o caso de imunossuprimidos. Assim, eles conseguem imunidade mais elevada”, secretária da Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à pandemia da Covid-19 (Secovid), Rosana Leite

“As doses de reforço da vacina COVID-19 são recomendadas para idosos, que estão em instituições de cuidados de longa duração e pessoas a partir 50 anos de idade com condições médicas subjacentes. Adultos com alto risco de doença devido a exposições ocupacionais e institucionais a Covid-19” Rochelle Walensky, diretora do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit