11 C
New York
sábado, novembro 27, 2021
InícioBrasilO Ministro Marcelo Queiroga cedeu coletiva à imprensa nesta quarta-feira (25/8)

O Ministro Marcelo Queiroga cedeu coletiva à imprensa nesta quarta-feira (25/8)

Queiroga, falou sobre a aplicação da dose de reforço das vacinas Covid19, juntamente com CONASS e Conasems

Data: 25/08/2021, 18h

O país registrou: Vítimas Acumuladas: 576.645 – Óbitos no período de 24 horas: 903 – Novos casos: 30.671 – Infectados Acumulados: 20.645.537 – Recuperados: 19.577.135 – Em acompanhamento: 491.757 – Doses distribuídas: 223.670.882 – Doses aplicadas: 181.908.368 – Primeira dose: 125.283.912 – Segunda dose ou única: 56.624.456

Média Móvel de Casos (26.806) está em queda de -11,83% em relação a 7 dias atrás (30.402) e queda de -14,14% em relação a 14 dias atrás (31.222)

Média Móvel de Óbitos (712) está em queda de -15,74% em relação a 7 dias atrás (845) e -18,81% em relação à 14 dias atrás (877)

O Ministro Marcelo Queiroga cedeu entrevista à imprensa nesta quarta-feira (25/8)

Queiroga, falou sobre a aplicação da dose de reforço das vacinas Covid19, juntamente com CONASS e Conasems

O Ministro falou sobre a redução no intervalo das doses da Pfizer e AstraZeneca para 8 semanas a partir de setembro: “O objetivo principal é avançar na aplicação da segunda dose. A expectativa é de que todos acima de 18 anos estejam vacinados com as duas doses até o fim de outubro.” 

“A variante Delta pode atacar aqueles mais vulneráveis, aqueles que fazem tratamento com imunossupressores, ou indivíduos mais idosos. Vacinando esses públicos com esse reforço, nós teremos uma proteção adicional”. Completou Queiroga 

A aplicação da dose da vacina Covid19 de reforço será destinada a todos os indivíduos imunossuprimidos após 28 dias da segunda dose e para pessoas acima de 70 anos vacinadas há 6 meses. Preferencialmente, deve ser usada a vacina da Pfizer para reforço.

“Essa vacina já foi testada para intercambialidade com outros imunizantes e já foi aprovada pelas grandes agências sanitárias do mundo. Além disso, o Ministério da Saúde se preparou adquirindo uma grande quantidade desse imunizante”, ressaltou o ministro.

A secretária Rosana Leite de Melo destacou a importância de seguir as orientações do Ministério da Saúde, tomadas em conjunto com CONASS e Conasems: “Se algum estado ou município foge do planejamento, atrapalha todos os outros entes da Federação.” 

“Uma coisa é clara: embora ainda estejamos aprendendo como essas vacinas funcionam ao longo do tempo e contra variantes emergentes, os dados mostram que a vacinação pode mantê-lo fora do hospital. Ser vacinado pode salvar sua vida”  –   “Evidências crescentes continuam a mostrar que as vacinas COVID-19 autorizadas e aprovadas são seguras e eficazes na prevenção de doenças graves e salvar vidas”,  –  “Dados descobriram que as pessoas que não foram vacinadas tinham quase 5 vezes mais chances de serem infectadas e cerca de 29 vezes mais chances de serem hospitalizadas com Covid-19 em comparação com as pessoas vacinadas”. Rochelle Walensky – Diretora do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit