terça-feira, maio 24, 2022
InícioCOVID-19O que devo fazer se testar positivo para Covid-19

O que devo fazer se testar positivo para Covid-19

Conforme informam os cientistas, a vacinação completa é a melhor maneira de proteger você e outras pessoas contra o COVID-19

A primeira informação que devemos saber é que a COVID-19 continua a ser um risco.

Temos que ter certas responsabilidades evitar em espalhar o vírus, mesmo estando totalmente vacinados. Qualquer pessoa com sintomas de COVID-19 ou resultado de teste positivo deve ficar em casa e se auto isolar imediatamente.

Quando surgir  sintomas de COVID-19, procure uma unidade de saúde da sua região para fazer um teste de PCR o mais rápido possível, mesmo que tenha tomado uma ou mais doses da vacina COVID-19.

O vírus da  COVID-19 deverá estar presente entre nós por muito tempo. Desta forma,  precisamos aprender a conviver com ele e gerenciar o risco para nós mesmos e ter o cuidado com os outros.

Temos a obrigação de desempenhar o nosso papel de entendimento que nossa situação atual pode colocar em riscos, a outras pessoas, de uma gravidade muito pior.

Podemos minimizar essas situações de riscos de infecção e transmissão do COVID-19, tomando certas precauções e certamente, essas medidas podem salvar vidas.

A seguir esta orientação que ajudará você a entender as situações em que há um risco maior de pegar ou espalhar o COVID-19 e as medidas que você pode tomar para se manter seguro e proteger outras pessoas.

Cada ação que você puder tomar para ajudar a reduzir a propagação do vírus ajudará a reduzir a pressão no sistema de saúde. Dando condições que os médicos possam salvar mais vidas que estão sendo derrotadas pela Covid-18.

Entendendo os riscos do COVID-19

O risco de pegar ou transmitir COVID-19 pode ser maior em certos lugares e ao realizar certas atividades.

O COVID-19 é transmitido por transmissão aérea, contato próximo por gotículas e superfícies. A transmissão aérea é uma maneira muito significativa pela qual o vírus circula. É possível ser infectado por alguém com quem você não tem contato próximo, principalmente se estiver em um espaço lotado e/ou mal ventilado.

O contato próximo com uma pessoa infectada também é uma maneira significativa de disseminação do COVID-19.

Quando alguém com COVID-19 respira, fala, tosse ou espirra, libera partículas contendo o vírus que causa a infecção da COVID-19. Essas  partículas entram em contato  com os olhos, nariz ou boca ou podem ser inaladas por outra pessoa. As partículas também podem pousar em superfícies e serem passadas de pessoa para pessoa por meio do toque.

Em geral, o risco de contrair ou transmitir COVID-19 é maior em espaços lotados e fechados, onde há mais pessoas que podem ser infecciosas e com ar fresco limitado. Cada pequena ação que podemos fazer, ajuda a manter as pessoas em segurança.

Embora nenhuma situação esteja livre de riscos, existem ações fáceis e eficazes que você pode tomar para proteger a si mesmo e aos outros ao seu redor.

Conforme informam os cientistas, a vacinação completa é a melhor maneira de proteger você e outras pessoas contra o COVID-19.

A pessoa contaminada deve esperar 30 dias para ser vacinada. Se você não está contaminado e ainda não recebeu a vacina COVID-19, deve se vacinar.

As evidências indicam que 2 doses de uma vacina COVID-19 fornecem proteção muito eficaz contra a hospitalização. Geralmente, leva cerca de 2 a 3 semanas para o seu corpo desenvolver sua resposta protetora.

Para manter esse alto nível de proteção, você também deve receber uma vacina de reforço para o COVID-19. Esta é uma parte essencial para garantir a defesa imunológica.

Embora as vacinas forneçam um alto nível de proteção contra doenças graves, hospitalização e morte, um relatório recente da Agência de Segurança do Reino Unido (UKHSA) mostra que cerca de 1 em cada 5 pessoas que tomaram ambas as doses ainda são vulneráveis a serem infectadas com as variante que estão circulando.

Seguir os conselhos desta orientação o ajudará a proteger seus amigos, familiares e comunidades, incluindo aqueles que foram vacinados.

Lembra-se que nem todos desenvolvem sintomas leves de COVID-19 e num descuido, transmitimos a doença que pode até matar. Por isso isole-se imediatamente e faça um teste de PCR.

Os principais sintomas do COVID-19 são o início recente de qualquer um dos seguintes:

  • Uma nova tosse contínua
  • Uma temperatura alta
  • Uma perda ou alteração do seu sentido normal de paladar ou olfato

Você deve se auto isolar a partir do dia em que os sintomas começaram ou a partir do dia em que receber um resultado positivo e para sair do isolamento, siga as orientações do Ministério da Saúde do país que estar ou reside.

As últimas recomendações no Brasil são no teste der positivo e não ter nenhum sintoma. Você pode encerrar seu auto isolamento no sétimo dia.

O auto isolamento é importante porque você pode transmitir a infecção a outras pessoas, mesmo que não tenha sintomas. Você deve se auto isolar durante todo o tempo que lhe for dito, porque este é o período em que é mais provável que o vírus seja transmitido a outras pessoas.

Em ambos os casos você deve se isolar o tempo todo e não ter contato com outras pessoas.

Caso você precise sair de casa durante o período de auto isolamento por um motivo permitido, mantenha o distanciamento social, mantenha 2 metros de distância de outras pessoas e use uma cobertura facial sempre que possível.

Caso tenha que se auto isolar, se for o pai ou responsável de uma criança que foi instruída a auto isolar. Siga as recomendações e orientações da sua unidade de saúde.

Você não é obrigado a se auto isolar se mora na mesma casa que alguém com COVID-19 ou é um contato próximo de alguém com COVID-19, e qualquer um dos seguintes se aplica:

  • Você está totalmente vacinado
  • Você tem menos de 18 anos e seis meses
  • Você participou ou faz parte atualmente de um teste de vacina COVID-19 aprovados
  • Você não pode ser vacinado por razões médicas

Todos residentes e pessoas que tiveram contatos devem ser acompanhados pelos responsáveis no controle da epidemia em sua região.

Eles serão encarregados de informar às pessoas que você teve contato e determinar o isolamento, além de fazer os testes.

Para pessoas que testaram positivo para Covid e fizeram o tratamento, deve fazer um teste de PCR no prazo de 90 dias, para verificar se desenvolveu novos sintomas da doença.

Se você for testado dentro de 90 dias após um resultado positivo do teste de PCR por qualquer um desses motivos e o resultado do teste de PCR for positivo, você deve se auto isolar e seguir as orientações de permanência em casa.

Recomendações

Se estiver em casa com a família, deixe o ar fresco entrar. Se tiver que reunir-se com outras pessoas, faça ao ar livre é mais seguro.

Lembre-se que em capítulos anteriores, quando uma pessoa infectada com COVID-19 tosse, fala ou respiração, libera gotículas e aerossóis que podem ser inalados por outra pessoa. Reunir-se ao ar livre reduz muito o risco de transmissão aérea, mas isso nem sempre é possível.

Se você estiver dentro de casa, deixe entrar ar fresco para reduzir o risco de pegar ou espalhar o COVID-19.

Quanto mais ar fresco você deixar entrar em sua casa ou em outros espaços fechados, menor a probabilidade de uma pessoa inalar partículas infecciosas.

Você pode deixar entrar ar fresco descobrindo aberturas e abrindo portas e janelas.

Abrir as janelas por apenas 10 minutos, ou um pequeno período de tempo continuamente, sempre que possível, faz uma diferença significativa. Isso é particularmente importante antes, durante e depois de conhecer pessoas com as quais você não mora em ambientes fechados.

Importante

Cerca de 1 em cada 3 pessoas com COVID-19 não apresenta sintomas. Isso significa que eles podem estar espalhando o vírus sem saber. Procure sua unidade de saúde e se informe se há necessidade de realizar um teste.

O teste regular aumenta as chances de detectar o COVID-19 quando você está infeccioso, mas não apresenta sintomas, ajudando a garantir que você não espalhe o COVID-19 ficando em casa e se isolando imediatamente.

Você corre maior risco de pegar ou transmitir COVID-19 em espaços lotados e fechados, onde há mais pessoas que podem ser infecciosas e onde há pouco ar fresco.

Certos locais, como estabelecimentos de saúde e assistência social, escolas e prisões, têm suas próprias regras e orientações específicas de teste.

Você deve sempre se certificar de que está ciente desta orientação se visitar ou trabalhar nesses locais. Tente ficar em casa se não estiver se sentindo bem.

Se você desenvolver sintomas de COVID-19 , isole-se imediatamente e faça um teste de PCR , mesmo que seus sintomas sejam leves.

Limite o contato próximo com outras pessoas

Você pode optar por limitar o contato próximo que tem com pessoas com quem normalmente não mora.

Isso inclui contato próximo em um ambiente de maior risco ou ao passar períodos prolongados com um indivíduo vulnerável.

Estas são escolhas pessoais que podem ajudar a reduzir o risco de pegar ou espalhar o COVID-19. É importante considerar que outros podem querer continuar a adotar uma abordagem mais cautelosa. Todos devemos ter consideração com isso e fornecer a oportunidade e o espaço para que outros reduzam os contatos próximos, se assim o desejarem.

Lave as mãos regularmente com água e sabão ou use desinfetante para as mãos regularmente ao longo do dia.

A lavagem regular das mãos é uma maneira eficaz de reduzir o risco de contrair doenças, incluindo o COVID-19.

É particularmente importante lavar as mãos:

  • Depois de tossir, espirrar e assuar o nariz.
  • Antes de comer ou manusear alimentos
  • Depois de entrar em contato com superfícies tocadas por muitos outros, como alças, corrimãos e interruptores de luz.
  • Depois de entrar em contato com áreas compartilhadas, como cozinhas e banheiros.
  • Quando você voltar para casa

Sempre que possível, evite tocar nos olhos, nariz e boca. Se você precisar tocar seu rosto, por exemplo, para colocar ou tirar a cobertura do rosto, lave ou desinfete as mãos antes e depois.

Tossir e espirrar aumenta o número de gotículas e aerossóis liberados por uma pessoa, à distância que percorre e o tempo que permanece no ar. Cobrir tosses e espirros ajuda a reduzir a propagação de partículas que transportam o COVID-19 e outros vírus, incluindo aqueles que causam tosse e resfriado.

Se você está grávida, sua chance de contrair COVID-19 não é maior do que qualquer outra pessoa e é muito improvável que você fique gravemente doente com isso.

No mínimo, você deve seguir a mesma orientação que todos os outros.

Se você estiver grávida de mais de 28 semanas ou se estiver grávida e tiver uma condição de saúde subjacente que a coloque em maior risco de doença grave por COVID-19 em qualquer momento da gravidez, considere limitar o contato próximo com as pessoas que você normalmente não se encontra regularmente.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit