11 C
New York
sexta-feira, dezembro 3, 2021
InícioBrasilOitiva na CPI da Covid, Franciele Fantinato, foi desfavorável ao Governo do...

Oitiva na CPI da Covid, Franciele Fantinato, foi desfavorável ao Governo do Presidente Bolsonaro

Franciele Fantinato, ex-coordenadora da Saúde, disse que falta de apoio de Bolsonaro prejudicou vacinação contra Covid-19

“Não vou deixar que a CPI acabe, sendo desmoralizada por mentiras”, disse o senador Omar Aziz (PSD-AM)

Para escapar delas, o mais provável é que depoentes muito implicados em roubalheiras só se disponham a comparecer à CPI munidos de habeas corpus que lhe assegurem o direito de ficar calados. “Com todo respeito, me reservo o direito de permanecer em silêncio”. Estas frases foram escutadas nas maiorias das CPIs que já ocorreu no Brasil, onde os acusados eram os políticos brasileiros.

Devido ao presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), ao dar voz prisão ontem (7/7), dar voz de prisão ao ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde Roberto Dias, a ex-coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI) da pasta, Francieli Fantinato, se negou a prestar juramento de falar a verdade na comissão.

Princípio da não auto-incriminação: o direito de não produzir prova contra si mesmo: “Nemo tenetur se detegere”

O princípio “nemo tenetur se detegere” (o direito de não produzir prova contra si mesmo) está consagrado pela constituição, assim como pela legislação internacional, como um direito mínimo do acusado, sendo de fundamental importância seu cumprimento, pois este é um direito fundamental do cidadão.

No início de sua oitiva, criticou os senadores por ser colocada como investigada pela CPI mesmo antes de ser ouvida. Omar Aziz (PSD-AM) afirmou que ela é investigada, mas não por ser culpada de qualquer crime, com o objetivo de ajudar a CPI, a saber, detalhes dos fatos.

Devido às declarações da Dra. Franciele Fantinato, que apontou ainda falhas na comunicação e na compra de vacinas, passou de investigada para testemunha e não por ser culpada de qualquer crime, com o objetivo de ajudar a CPI, a saber, detalhes dos fatos.

Franciele Fantinato informou em seu depoimento que não tem pesquisas ou dados que comprovem o impacto que a ação do presidente pode ter tido sobre a imunização no país. Ela afirmou que todos os brasileiros deveriam lutar pela vacinação da população, mas não foi isso que fez o “líder da Nação”. O presidente prejudica a campanha quando “traz elementos que muitas vezes colocam em dúvida” referente às vacinas.

“A vacinação tem evidências muito fortes de que tem resultado. Quando se começa a colocar em dúvida essa prática, que tem aval da Anvisa e de estudos, isso pode trazer prejuízos à campanha de vacinação. Essa politização do assunto chegou no limite”, reclamou.

A comissão pediu a quebra de seus sigilos telefônico e telemático e a colocou como investigadas, agora como testemunha, em votação pelos senadores, o pedido foi cancelado.

A ex-coordenador do PNI comentou também que a falta de campanhas de comunicação com a população e o baixo número de vacinas prejudicaram o programa.

Senador Eduardo Girão (Podemos-CE) cobra dos membros da CPI a mesma cordialidade que foi tratada a Dra. Franciele Fantinato.

“A vacinação tem evidências muito fortes de que tem resultado. Quando se começa a colocar em dúvida essa prática, que tem aval da Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária] e de estudos [científicos), isso pode trazer prejuízos à campanha de vacinação, por responsabilidade do presidente Bolsonaro” repetiu o senador Rogério Carvalho

Ela afirmou que todos os brasileiros deveriam lutar pela vacinação da população, mas não foi isso que fez o “líder da Nação”.

CPI entrou em recesso por 20 minutos para o almoço dos senadores e participantes.

A cada 100 mil gestantes vacinadas, morrem 19.

O Senador Alessandro pediu uma nova solicitação de reconvocação do Coronel Élcio para outra oitiva na CPI da Covid.

“Dentro das medidas sanitárias é necessário incentivar o uso de máscara e evitar aglomerações”. “Sou uma servidora pública que acredita muito em vacina”. Franciele Fantinato.

Veja também

Justiça realiza audiência de ação que apura suposto abuso de poder político e econômico da prefeita de Ituiutaba Leandra Guedes nas Eleições 2021

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit