11 C
New York
domingo, setembro 19, 2021
InícioCOVID-19Pesquisadores do Projeto "S" concluíram que 75% da população vacinada controla a...

Pesquisadores do Projeto “S” concluíram que 75% da população vacinada controla a Pandemia

Foram vacinadas 27 mil moradores e a queda da mortalidade foi de 95%

O Instituto Butantan vacinou  a população adulta em Nova Serrana com Coronavac.

A análise dos pesquisadores da instituição demonstraram que a pandemia pode ser controlada com 75% da população. 

Foram vacinadas 27 mil moradores e a queda da mortalidade foi de 95% o número de mortes, 86% nas hospitalizações e 80% nos casos sintomáticos.

 “Serrana se transformou em um laboratório epidemiológico, um exemplo para o mundo”, disse o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, em coletiva de imprensa.

A população adulta que recebeu o imunizante, foi protegida, como também os jovens e crianças abaixo de 18 anos e idosos com comorbidades.

Dimas Covas informou que essa pesquisa iniciou em agosto de 2020 e com o tempo foi adaptado conforme estudos da população vacinada.

A infecção não foi “empurrada” para os grupos não vacinados, mas foi criada uma barreira de proteção. “O efeito da imunização foi tão forte que protegeu até os não vacinados, mesmo entre as pessoas mais idosas. Houve uma sincronização da epidemia entre os grupos de vacinados e não vacinados, um marcador do efeito indireto”, disse Ricardo Palacios, diretor de ensaios clínicos do Instituto Butantan.

Está pesquisa cuja finalidade é estudar a Vacina Coronavac e avaliar o controle após a vacinação no controle da Pandemia. 

“Para falar em particular dos mais idosos, que nos preocupam enormemente, também houve a diminuição do número de casos sintomáticos nas pessoas mais velhas que por algum motivo não puderam se vacinar, acompanhando a curva de redução de casos nos idosos que se vacinaram. Nos maiores de 80 anos, essa redução é ainda mais importante”, esclarece Palacios. “O efeito em hospitalizações e mortes das pessoas mais idosas não deixa nenhuma dúvida sobre a importância da vacinação nessas faixas etárias.”, disse Ricardo Palacios.

Os cientistas observaram que na população de Nova Serrana vacinada, não houve proliferação das variantes no município. 

A variante brasileira P1, muito contagiosa, com grande circulação no Brasil e também em Serrana, demonstrou  efetividade da vacina do Butantan também contra esta cepa.

Para Marcos Borges, principal investigador do Projeto S e diretor do Hospital Estadual de Serrana, disse que  “a pesquisa reforçou a segurança que a CoronaVac já havia demonstrado nos ensaios clínicos” de fase 3: “Após a segunda dose, tivemos apenas 0,2% de relatos de voluntários sobre reações adversas, e nenhum evento grave relacionado à vacinação”.

A probabilidade da imunidade de rebanho pode ocorrer, quando acontece uma infecção e recuperação ou por vacinação.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit