segunda-feira, maio 23, 2022
InícioMundoPetróleo sobe para mais de US$ 120 o barril após ataque a...

Petróleo sobe para mais de US$ 120 o barril após ataque a instalações sauditas

O Ministério da Energia da Arábia Saudita disse que não assumirá a responsabilidade por qualquer escassez de fornecimento de petróleo ao mercado global após os repetidos ataques Hostis.

Os preços do petróleo bruto subiram mais de 1% por cento, para mais de US$ 120 o barril na sexta-feira (25/03), com os comerciantes reconciliando o impacto de um ataque com mísseis em uma instalação de distribuição de petróleo na Arábia Saudita.

O Benchmark Brent subiu mais de 11,5% nesta semana e o WTI ganhou 8,8%.

Os Houthis do Iêmen informaram que lançaram ataques a instalações de energia sauditas na sexta-feira e a coalizão liderada pela Arábia Saudita disse que a estação de distribuição de combustível da Aramco em Jeddah foi alvo de um ataque, mas que o fogo em dois tanques na instalação foi controlado.

Fumaça subiu perto do circuito de Fórmula 1 de Jeddah durante as sessões de treinos televisionadas e o segundo treino foi atrasado devido ao ataque altamente visível.

Um funcionário do Ministério da Energia saudita renovou um alerta feito no início desta semana de que os ataques Houthis podem afetar a  “capacidade de produção do país e sua capacidade de cumprir suas obrigações com os mercados globais”.

“O mercado, que já estava evitando o fornecimento de petróleo russo, tem outra coisa com que se preocupar com os ataques Houthis que potencialmente impactou a produção da Arábia Saudita”, disse Andrew Lipow, presidente da Lipow Oil Associates em Houston, observando que os ataques estão se tornando mais frequentes.

Com os estoques globais no menor nível desde 2014, analistas disseram que o mercado continua vulnerável a qualquer choque de oferta.

O movimento Houthi que luta há sete anos contra uma coalizão liderada pela Arábia Saudita, lançou mísseis nas instalações da Aramco em Jeddah e drones nas refinarias Ras Tanura e Rabigh, disse o porta-voz militar do grupo.

O ataque ocorre apenas cinco dias depois que o grupo Houthi disparou mísseis e drones em instalações sauditas de energia e dessalinização de água, causando uma queda temporária na produção de uma refinaria.

Houthis iemenitas destroem refinaria de petróleo na Arábia Saudita – coalizão árabe lança operação militar‼

Ontem, o movimento iemenita Ansar Allah (Houthis) lançou um ataque com mísseis a duas refinarias de petróleo nas províncias de Najran e Jizan.

Segundo o canal de TV saudita Al-Ekbariya, a coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita está lançando uma operação militar para proteger as fontes de energia e preservar as cadeias de fornecimento de petróleo.

“Uma operação de resposta começou a neutralizar ataques a instalações petrolíferas ou impacto na segurança energética”, disse o canal de TV.

A Arábia Saudita também solicitou uma reunião especial do Conselho de Segurança da ONU para condenar os ataques do movimento rebelde Iemenita Ansar Allah.

“Condenamos veementemente os últimos ataques terroristas houthis à Arábia Saudita, incluindo o de hoje que atingiu a infraestrutura civil da Aramco. Antes do mês sagrado do Ramadã, os houthis continuam seu comportamento destrutivo. Os iemenitas precisam de partidos para interromper as hostilidades e precisam de ajuda” Secretario Antony Blinken.

Biden fecha acordo importante com a União Europeia

Os preços globais dos alimentos já tiveram registros de aumento de preços em Janeiro de 2022, então a Rússia invadiu a Ucrânia e aconteceu a disparada nos preços.

O aumento encerrou a série de relativa estabilidade nos últimos cinco anos e resulta em um recorde de alta de dez anos.

Desafio mundial para combater alta nos preços dos alimentos

 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit