11 C
New York
quarta-feira, outubro 27, 2021
InícioBrasilPF faz busca e apreensão na sede da Precisa a pedido da...

PF faz busca e apreensão na sede da Precisa a pedido da CPI da Pandemia

A CPI também pediu que a Polícia Federal fizesse buscas no Ministério da Saúde, que foi negado pelo Procurador-Geral da República Augusto Aras. 

A Polícia Federal cumpriu nesta sexta-feira (17) mandados de busca e apreensão na sede da Precisa, zona metropolitana de São Paulo. 

O requerimento foi dado pelo STF a pedido da CPI da Pandemia com o objetivo de obter informações relativas ao contrato entre a Precisa Medicamentos e a Bharat Biotech.

A operação foi autorizada pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal Dias Toffoli. 

Em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia do Senado, o consultor da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) William Santana, disse que, no caso de informações enviadas pela Precisa Medicamentos, ao Ministério da Saúde, para compra da vacina Covaxin constatou diversos erros e inconsistências. 

Segundo William, três invoices, todas com informações divergentes com o contrato assinado no Ministério da Saúde, foram enviadas à pasta pela Precisa Medicamentos entre os dias 16 e 24 de março de 2021.

Senadores afirmam que pediram medida ao STF depois de buscarem, sem sucesso, informações relativas ao contrato entre a Precisa Medicamentos e a Bharat Biotech.

“A PF está fazendo uma visita à sede da Precisa Medicamentos, a pedido da CPI da Covid. Queremos o contrato entre ela e a indiana Bharat Biotech para saber em que termos foi negociada a bilionária compra da Covaxin. Nem a empresa nem o MS nos prestaram as informações necessárias”,  Senador HumbertoCosta.

A Precisa é a empresa que intermediou a compra de doses da Covaxin entre o Ministério da Saúde e a farmacêutica indiana Bharat Biotech.

“A CPI tentou de todas as formas obter essas informações e não logrou êxito. Fez-se necessário, para prosseguimento das apurações, a utilização deste instrumento judicial”, SenadorRandolfeRodrigues.

A CPI também pediu que a Polícia Federal fizesse buscas no Ministério da Saúde, que foi negado pelo Procurador-Geral da República Augusto Aras. 

Aras alegou que buscas no ministério poderiam comprometer informações “sigilosas e sensíveis e sigilosas, que não dizem respeito ao objeto da CPI”.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit