Presidente Bolsonaro assina MP que limita remoção de conteúdo pelas redes sociais

Os apoiadores de Bolsonaro têm usando as redes sociais para defender protestos no dia 7 de Setembro, amanhã. E um deles é contra o Ministro do STF, Alexandre de Moraes.

0
266

Para atender seus seguidores, o presidente Jair Bolsonaro assinou uma medida provisória que altera o Marco Civil da Internet e limita a remoção de conteúdo da rede de maneira “imotivada e arbitrária”.

Os apoiadores de Bolsonaro têm usando as redes sociais para defender protestos no dia 7 de Setembro, amanhã. E um deles é contra o Ministro do STF, Alexandre de Moraes.

O Presidente Jair Bolsonaro acaba de assinar medida provisória que altera o Marco Civil da Internet, reforçando direitos e garantias dos usuários da rede e combatendo “a remoção arbitrária e imotivada de contas, perfis e conteúdos por provedores”.

A medida ora assinada pelo Presidente objetiva maior clareza quanto a “políticas, procedimentos, medidas e instrumentos” utilizados pelos provedores de redes sociais para cancelamento ou suspensão de conteúdos e contas.

Além da exigência de justa causa e motivação em caso de cancelamento, suspensão e exclusão de conteúdos e funcionalidades das contas nas redes sociais, o dispositivo prevê ainda direito de restituição do conteúdo disponibilizado pelo usuário na rede.

Assim como trabalhou para sempre assegurar o direito de ir e vir dos brasileiros e o direito de trabalhar e colocar comida na mesa da família, o Governo do Brasil segue buscando meios de garantir todas as justas e morais liberdades desta Nação.

A decisão ocorreu um dia antes do feriado de 7 de setembro – quando estão previstas manifestações em apoio e contra o governo em diversas cidades.

Pela Medida Provisória, o provedor de redes sociais será obrigado a notificar o autor da publicação, identificando a medida adotada e apresentando a motivação da decisão de moderação, além de informações sobre prazos, canais eletrônicos de comunicação e procedimentos para a contestação e a eventual revisão da decisão.

“Foi um longo trabalho que fizemos na Secretaria Especial da Cultura, sob a liderança do nosso presidente Bolsonaro. Felizmente, hoje, o presidente assinou a Medida Provisória que garante a liberdade nas redes sociais. Nosso país não ficará refém da censura de um oligopólio”, Ministro Mario Frias.

“ABSURDO! Na véspera do 7 de setembro, Bolsonaro baixa MP alterando Marco Civil da internet pra impedir suspensão de perfis de fake news. Genocida usa o governo pra blindar as mentiras que vão soltar nas redes, sobretudo amanhã”, Gleisi Hoffmann.

Veja também

Caminhoneiros trocam mensagens sobre paralisação a partir de 6h de terça-feira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui