segunda-feira, maio 23, 2022
InícioMundoRelatório indica que militares russos se aproxima da terceira usina nuclear 

Relatório indica que militares russos se aproxima da terceira usina nuclear 

Sábado (05/03)

Relatório emitido pelo Pentágono na sexta-feira (04/05) informou que as terrestres estão avançando rumo a outra usina nuclear na Ucrânia.

O relatório demonstra a acusação do ministro das Relações Exteriores, Dmytro Kuleba, no Twitter de que Putin quer destruir o país atacando a infraestrutura na nação. Deixando sem água, sem luz e sem alimentação.

 

A embaixadora dos EUA nas Nações Unidas Linda Thomas-Greenfield disse ao Conselho de Segurança da ONU que as tropas russas estavam se aproximando da usina nuclear da Ucrânia em Yuzhnoukrainsk, conforme a Fox News.

 

A Rússia muda para táticas feias que visam o máximo de danos civis: bombardeia áreas residenciais e infraestrutura crítica, ameaça instalações nucleares.  As sanções devem aumentar.  Banir o Sberbank do SWIFT.  Embargo do petróleo.  Fechar portos para navios russos.

 

O relatório foi entregue ao Presidente Biden um dia depois que as forças russas atacaram a maior instalação nuclear da Europa, na Ucrânia, observou a agência de notícias Fox News

 

Thomas-Greenfield durante a sessão de emergência de sexta-feira alertou que a usina nuclear em Yuzhnoukrainsk estava em “perigo iminente”.

 

“As forças russas estão agora a 32 quilômetros, e se aproximando, da segunda maior instalação nuclear da Ucrânia”, disse ela. “Então esse perigo iminente continua.”

 

No início da sessão, Thomas-Greenfield sinalizou que o foco da Rússia em usinas nucleares pode representar um problema para a Ucrânia.

 

“As instalações nucleares não podem fazer parte deste conflito”, disse Thomas-Greenfield, informou a Fox News. “Eletricidade confiável é vital para a instalação nuclear, assim como geradores a diesel e combustível de backup. Corredores de trânsito seguros devem ser mantidos. com a capacidade da Ucrânia de manter a segurança de suas 37 instalações nucleares e suas populações vizinhas.”

Thomas-Greenfield condenou os ataques anteriores a instalações nucleares como “imprudentes e perigosos”.

 

Fonte informou que os combatentes ucranianos já estão usando  mísseis antitanque Javelin, lançadores de foguetes, armas e munições americanos.

 

 Os Estados Unidos e aliados europeus intensificaram seus esforços para dar aos ucranianos militar uma vantagem na luta contra um inimigo estrangeiro que o supera em muito.

 

Essas armas rapidamente chegaram às mãos de soldados ucranianos, que as estão usando para combater o avanço da força russa.

 

Sãoque enfraquecem o inimigo porque impede um avanço rápido das forças terrestres sem a proteção dos caças-bombardeiros.

 

As forças aéreas da Rússia tem outra função, impedir a entrega das armas aos militares da Ucrânia.

 

Esta é uma verdadeira Guerra Popular pela Ucrânia.  Putin não tem chance de ganhar.  Nesta foto, civis bloqueiam invasores russos em Energodar ontem.  Uma das centenas de tais fotos e vídeos.  Precisamos de parceiros para ajudar a Ucrânia a se defender.

O ministro das Relações Exteriores ucraniano, Dmytro Kuleba, se encontrou com o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, na fronteira da Ucrânia com a Polônia, para conversar sobre os próximos passos sobre os próximos passos no enfrentamento da Rússia.

Conforme informou Dmytro Kuleba, discutiram o envio de armas para a Ucrânia e mecanismos para aumentar a pressão sobre Moscou.

A Ucrânia ‘vai vencer esta guerra’, diz o ministro das Relações Exteriores, Dmytro Kuleba, em encontro com Antony Blinken na fronteira polonesa

Encontrei-me com meu colega e amigo dos EUA @SecBlinken na fronteira ucraniana-polonesa.  Mantivemos conversas sobre mais entregas de armas necessárias para a Ucrânia, formas de garantir a eficiência das sanções e aumentar a pressão.  Putin deve parar sua guerra sem sentido e bárbara na Ucrânia.

Conforme informou o The Statesman Notice, a  Rússia não esquecerá o desejo da Grã-Bretanha de cooperar com as forças ultranacionalistas na Ucrânia e o fornecimento de armas britânicas ao regime de Kiev, disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia neste sábado.

 

“Não vamos esquecer a cooperação dos britânicos com o regime de Kiev e as forças ultranacionalistas na Ucrânia, o fornecimento contínuo de armas britânicas nos dias de hoje, que estão sendo usadas contra a população civil de Donbass e os militares russos”, disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.

 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit