11 C
New York
sábado, novembro 27, 2021
InícioBrasilia DFRenan Calheiros divulga 14 pessoas que passaram de testemunhas a investigados na...

Renan Calheiros divulga 14 pessoas que passaram de testemunhas a investigados na CPI da Covid

em face das pessoas abaixo qualificadas, passem a considerar e tratá-las pela condição de INVESTIGADAS, o que reflete o atual estágio das investigações, tendo em vista as inúmeras audiências

O senador Renan Calheiros (MDB-AL), relator da CPI da Pandemia, nesta sexta-feira (18/06), divulgou a lista com o nome de 14 pessoas que passarão de testemunhas a investigados.

Na qualidade de Relator desta Comissão Parlamentar de Inquérito, a cargo de quem está elaborar o relatório final e a avaliação contínua das linhas investigativas, considero relevante dirigir-me a Vossa Excelência para informar que, a partir de agora, todas as diligências que venham a ser realizadas em face das pessoas abaixo qualificadas, passem a considerar e tratá-las pela condição de INVESTIGADAS, o que reflete o atual estágio das investigações, tendo em vista as inúmeras audiências até aqui realizadas, bem como a considerável quantidade de informações e documentos recebidos por esta CPI.

Seguem os nomes:

  1. Antônio Élcio Franco Filho;
  2. Arthur Weintraub;
  3. Carlos Roberto Wizard Martins
  4. Eduardo Pazuello;
  5. Ernesto Henrique Fraga Araújo;
  6. Fábio Wajngarten
  7. Francieli F. S. Tardetti Fantinato;
  8. Hélio Angotti Neto
  9. Marcellus Campelo;
  10. Marcelo Antônio C. Queiroga Lopes;
  11. Mayra Isabel Correia Pinheiro;
  12. Nise Hitomi Yamaguchi;
  13. Paolo Marinho de Andrade Zanotto;
  14. Luciano Dias Azevedo

Por fim, ressalto que, na condição de INVESTIGADAS, as referidas pessoas poderão exercer plenamente os direitos constitucionais próprios dessa fase preliminar de natureza inquisitiva.

Senador RENAN CALHEIROS

Relator da CPI/PANDEMIA

Conforme disse o senador Renan Calheiros, a investigação será despolitizada. Segundo ele, a CPI não é sigla de comissão parlamentar de inquisição, por isso “nenhum expediente tenebroso das catacumbas do Santo Ofício será utilizado”. “Existe a necessidade de mudar o rumo da investigação, há provas e indícios concretos contra as pessoas inseridas na lista.

Até ontem, quinta-feira (16/06), não havia consenso entre os parlamentares em relação ao atual Ministro da Saúde Marcelo Queiroga em ser colocado na lista.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit