11 C
New York
segunda-feira, junho 21, 2021
HomeBrasilia DFRodrigo Maia descarta atrito com governo e volta a articulação da reforma...

Rodrigo Maia descarta atrito com governo e volta a articulação da reforma previdênciaria.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse no último  sábado (23) , que o atrito entre o Congresso e o Palácio do Planalto a respeito da reforma da Previdência e que ganhou força nesta semana é “página virada”. Maia voltou a dizer que vai dialogar com os deputados, mas que não cabe a ele construir a base de apoio do governo para aprovar a proposta. Para ele, o Planalto precisa assumir a liderança na articulação.

“Esse assunto de conflito já viramos a página, o que a gente precisa é mostrar para a sociedade que a gente tem responsabilidade, que o governo tem responsabilidade, que o governo vai sair de conflitos nas redes sociais e vai para o mundo real”, disse Maia. Ele falou com jornalistas antes de uma breve participação em congresso do PPS, em Brasília.

“Vou continuar dentro do processo, na Câmara dos Deputados, dialogando com deputado e ajudando. Mas eu não tenho responsabilidade e nem o governo pode me delegar a responsabilidade de construir uma base para o governo.”

Nesta mesma semana que ocorreu os supostos atritos, Jair Bolsonaro, disse que não deu qualquer motivo para Maia deixar a articulação. Na verdade, o que se viu sobre este caso, foi apenas um teatro da grande mídia. O próprio presidente da Câmara, tem conhecimento da necessidade de reforma da previdencia, para volta da economia e controle das contas públicas.

Governos anteriores, causaram sérios problemas econômicos e sociais no país. Com o grande número de políticos envolvidos em corrupção, desvio de dinheiro público. Situação que levou a uma histórica operação, a lava jato. Hoje o país tem dois ex presidentes presos e vários outros políticos também na cadeia por uma série de crimes. A polícia federal está sendo a maior parceira do povo, atuando imparcial e destemido. Aliada a operação lava jato, nunca a PF teve tanta liberdade de trabalho, como esta tendo.

Mas ainda é muito pouco, a influência política precisa sair do meio da PF. É necessário aprovar a PEC da autonomia da polícia federal, que vai trazer independência nas suas ações, sem sofrer atrapalhos políticos. O atual ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, é um dos maiores responsáveis pela reconstrução do país. Suas decisões foram fundamentais para que o combate à corrupção e o crime organizado, motivasse o apoio nacional e internacional.

RELATED ARTICLES

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit
admin on Turpis Nisl Sit