11 C
New York
domingo, julho 25, 2021
InícioMinas GeraisRomeu Zema, faz mudanças desnecessárias no comando da Polícia Militar no norte...

Romeu Zema, faz mudanças desnecessárias no comando da Polícia Militar no norte de Minas

O Governador de Minas Gerais, Romeu Zema em ato na ultima quinta-feira (3), autorizou a realização de mudanças e promoções no comando da Polícia Militar do estado.

Em Montes Claros foi nomeado o coronel Wanderlúcio Ferraz dos Santos, que atuava na região de Belo Horizonte, e comandava a Corregedoria da Polícia Militar. Substituirá o então coronel Evandro Borges, que assume o Gabinete Militar.

Decisão política

A região tem vários nomes da própria cidade, que poderia assumir o posto como a Tenente Coronel, Graciele, coronel Hansen, tenentes-coronéis Alex Chinelato, Adriano Santos, Rômulo Gonçalves e Ederson Cruz. Todos bem preparados, experientes e conhecem os problemas da região. Fundamental para uma gestão eficiente e em menor tempo. Já que tempo, e o modelos das ações são pontos altamente relevantes para combater a criminalidade e manter a ordem pública nas respectivas áreas de atuação.

Incoerência

A principio na decisão do governador, é apenas um fato comum e recorrente, que persiste dentro do sistema militar, atuações de forças estranhas, externas e politizadas, que no geral é maléfica para os beneficiários do serviço de segurança. É um costume que atendem interesses de segundo plano, ”partidário”, e vergonhoso para um governo que prometeu nas campanhas eleitorais, acabar com tais atividades dentro do poder publico, sabendo que não vai alterar nada positivamente na atuação da polícia militar no norte de Minas, porem pode atrapalhar a boa execução de um trabalho de inteligência militar já desenvolvido, pois o que se sabe, é que o déficit não é de competência de comando, mas da falta investimentos, como mais policiais, viaturas entre outros, ações que se pode traduzir claramente em atitudes de cunho politico eleitoral.

Efeito cascata

Outro prejuízo para a população, é que essa troca de comando da 11º Região Militar, o novo comandante, deve fazer alterações significativas nas unidades regionais, situação que em nada acrescenta, desarmoniza, trabalhos desenvolvidos, inclusive com a comunidade local. Outras mudanças, também politizadas, são as administrativas, em funções especificas, nas repartições internas da PM em Montes Claros, como a área de comunicação entre outros.

Estranha decisão

Zema preferiu trazer um nome de fora, o mesmo comportamento do governo do PT ano passado, quando ocorreu a troca de comando. Faltam explicações pela quantidade de militares bem preparados do norte de Minas, o governador busca um nome para dirigir o comando da 11º RPM, um militar de outra região que fica a 400 km de Montes Claros, incoerência.

Deputados caladinhos

Os deputados estaduais eleitos pelo Norte de Minas, inclusive da própria cidade e região, não manifestaram. Colocam-se em silêncio e a cidade é pega de surpresa, com alteração do tipo feito na calada da noite, atitude vergonhosa.

Decisão sem juízo de valor

A missão da Polícia Militar traz em si, o serviço imprescindível para a sociedade organizada. A disciplina, o senso do dever, a noção clara da missão a cumprir, são virtudes eminentemente éticas e não apenas técnicas e mutos menos politicas eleitorais. É claro que ninguém serve ao semelhante e à comunidade se for ignorante ou incompetente. Ninguém presta apoio, auxílio, presença aliada à justiça, à ordem e à harmonia, se não estiver bem preparado para seu desempenho profissional, que não é o caso de Montes Claros. Esta mencionada cidade, tem excelentes militares, como os já citados.

E é nesse sentido que o conhecimento, experiência especializado traz contribuição indispensável. Mas, bem sabemos que a eficiência, a dinamicidade, a atuação eficaz, se não dispensa, certamente transcende esses aspectos. É no lineamento ético, é na honestidade de propósitos, no apoio à administração da justiça, é na elevação das atitudes, tudo formulações éticas, que reside à confiabilidade, o renome, a grandeza, o apreço da população, o reconhecimento da sociedade por este e outros valores, o serviço de segurança pública de Minas Gerais, continua carente de um governante que deixei os acordos políticos eleitorais e pense no povo.

O portal de noticias WebMundo tentou contato com o general aposentado Mario Araujo, Secretário de Estado Segurança Pública, que é de Montes Claros, para saber o seu posicionamento em relação a essa mudança de comando da 11RPM, as justificativas do governo, mas ate o fechamento dessa edição não conseguimos contato.

 

RELATED ARTICLES

1 COMENTÁRIO

  1. Choradeira atoa coronel wanderlucio gente boa demais independente de conhecer ou não a região é um militar preparado para o comando vão reclamar do 13 salário parcelado que ganham mais

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit
admin on Turpis Nisl Sit