segunda-feira, maio 23, 2022
InícioMundoRússia impõe condições para o fim dos ataques na Ucrânia.

Rússia impõe condições para o fim dos ataques na Ucrânia.

Segundo Dmitry Peskov, a Rússia foi forçada a tomar medidas decisivas para forçar a desmilitarização da Ucrânia

Em matéria da (Reuters) e (CNN Brasil), informando que a Rússia disse à Ucrânia que está pronta para interromper as operações militares “em um momento” se Kiev cumprir uma lista de condições, disse o porta-voz do Kremlin Dmitry Peskov, nesta segunda-feira (07/03).

O Kremlin quer o reconhecimento da Crimeia como território russo

A Crimeia  é uma região da ucraniana que tem fortes laços com a Rússia. Que se tornou em 2014 uma disputa entre Kiev e Moscou,

foi praticamente anexada pela Rússia, sob protestos das potências ocidentais, e da própria Ucrânia que até então, dona do território.

Aproveitando o vazio de governo, as autoridades da Crimeia, região de maioria russa, propuseram um referendo interno no território, perguntando aos habitantes se eles estariam dispostos a se juntar à Rússia. O resultado, um apoio esmagador à anexação, deu a legitimidade que o governo de Vladimir Putin queria para poder anexar completamente o território.

 

Dois dias depois do referendo, o presidente russo fez um discurso em que reconheceu a soberania do território ucraniano, dizendo que a Crimeia ‘sempre foi e sempre será parte da Rússia.

A Crimeia é uma república autônoma da Ucrânia, localizada em uma península no Mar Negro. A região já pertenceu à Rússia, anexada pela Ucrânia em 1954 – o então líder soviético Nikita Khrushchev, que era de origem ucraniana, deu a região como presente. Diferente do resto da Ucrânia, a maioria da população na região é de origem russa.

Que a Ucrânia reconheça as regiões separatistas como independentes.

Após o colapso da União Soviética em 1991, a Ucrânia se firmou como uma nação independente. Contudo, no leste, especialmente nos oblasts de Donetsk e Luhansk (na região de Donbass), as minorias russas começaram a reinvindicar mais autonomia política, algo que o governo central em Kiev resistia.

O governo ucraniano iniciou a chamada “Operação Anti-terrorista”, lançando uma série de ofensivas e reavendo várias cidades e regiões ocupadas pelos separatistas. Em agosto de 2014, as forças rebeldes já haviam sido empurradas para o território próximo.

 

No final de 2020 a situação voltou a um impasse, com ambos os lados acusando um ao outro de violar acordos de cessar-fogo. Ao final de 2021, o governo russo começou a mover uma enorme quantidade de tropas e equipamentos para a fronteira Rússia-Ucrânia. O presidente da Rússia, Vladimir Putin afirmou que via com maus olhos a reaproximação da Ucrânia com o Ocidente e rechaçava a ideia do país vizinho de ingressar na OTAN. Putin via o território ucraniano, assim como outros países da Europa Oriental, como parte central da zona de influência russa, afirmando que a presença militar da OTAN no leste da Europa colocava a Rússia em perigo. Em fevereiro de 2022, o governo russo reconheceu formalmente a independência das zonas separatistas das auto-proclamadas repúblicas populares descritos acima. Foi reportado então que tropas russas cruzaram a fronteira, levando a essa enorme crise diplomáticas internacional.

Que Constituição da Ucrânia rejeite entrada em qualquer bloco

Moscou quer que a Constituição Ucraniana seja alterada para resguardar neutralidade, reconheça a Crimeia como território russo e reconheça as repúblicas separatistas de Donetsk e Lugansk como territórios independentes.

“Se a Ucrânia cesse a ação militar, mude sua constituição para consagrar a neutralidade, reconheça a Crimeia como território russo e reconheça as repúblicas separatistas de Donetsk e Lugansk como estados independentes, a Rússia interrompe os ataques” Dmitry Peskov.

Nos coletamos dados pela internet principalmente pelas transmissões ao vivo

Veja também

Petróleo dispara, Antônio Brinkenno visita países bálticos, Rússia e Ucrânia discutem um novo acordo.

 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit