11 C
New York
quarta-feira, outubro 27, 2021
InícioBrasilSepúlveda Pertence sobre embate no caso Lula: “Comédia judiciária”

Sepúlveda Pertence sobre embate no caso Lula: “Comédia judiciária”

Ex-ministro do STF e advogado de Lula, ele criticou briga judicial e disse que avaliará nesta semana se continuará na defesa do petista.

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal e advogado Sepúlveda Pertence classificou o imbróglio sobre a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como uma “comédia judiciária”. Em entrevista ao jornal O Globo, ele afirmou que nunca presenciou um embate jurídico como o deste domingo (8/7) em que o juiz Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, contestou a decisão de Rogerio Favreto, desembargador do Tribunal Federal Regional da 4ª Região (TRF-4), que havia determinado a soltura do petista.0,

O advogado disse que, durante sua carreira, viveu “21 anos de ditadura no meio judicial” e nunca viu nada parecido. “A única situação semelhante que presenciei foi um habeas corpus concedido pelo Supremo Tribunal Federal e que um comandante de um dos exércitos hesitou em cumprir. O ministro do STF Álvaro Moutinho Ribeiro da Costa determinou que se cumprisse a ordem judicial sob pena das sanções cabíveis e assim foi feito”, disse em relação à postura de Sergio Moro.

Pertence é um dos principais advogados de Lula mas, de acordo com a reportagem, ele avalia se continuará na defesa do petista. Ele deve conversar sobre isso com Lula ainda nesta semana. Perguntado se tinha conhecimento sobre o pedido de habeas corpus impetrado pelos deputados federais Paulo Pimenta (PT-RS), Paulo Teixeira (PT-SP) e Wadih Damous (PT-RJ) e que gerou a confusão envolvendo seu cliente, ele afirmou apenas que foi uma iniciativa dos parlamentares.

RELATED ARTICLES

1 COMENTÁRIO

  1. Este é o recado mais claro da ditadura do PT, é a certeza de que o judiciário está minado de “políticos irresponsáveis para com a naççççççção”.
    Este sujeito “forjado” pelo PT não deveria estar ministro de área judiciária alguma, sequer parentes e aderentes como os do STF (2a Turma) três que claramente protegem os “Pares” e parentes políticos Lalaussssssssss, poderiam estar em quaisquer tribunais e, muito menos, ser ministro.
    A situação foi claramente forjada por ele “ministro” ao saber que seria plantonista do TRF4, combinou com os seus colegas de políticos do PT para entrarem com o “Habeas corpus” que obviamente cairia na mão dele e tudo faria para soltar seu comparsa Lula possível mentor do “Instituto lula/Foro de São Paulo”, os quais objetivam transformar o Brasil em uma Venezuela. É um dos braços da ditadura disfarçado de democracia que se agiganta.
    Temos que cortá-lo enquanto é tempo.
    Eis a clara razão da falta de futuro de uma Nação, parar de criar “verdadeiros parasitas” via presentinhos de “governo” (bolsas diversas) e valorizar a porque quem trabalha nesta Nação.
    Temos que eleger gente totalmente nova/novata no mundo política e que tenha algum projeto de Futuro, quiçá, chegarmos ao que previu “Kal Sagan” (O céu chama, se não nos destruirmos, um dia chegaremos às estrelas), DEPENDE DE NÓS…. NÉ!!!!
    nÃO SERÁ COM ESTES SUJEITOS QUE PROTEGEM A CORRUPÇÃO E O ROUBO DA NAÇÃO QUE CHEGAREMOS LÁ….. PEEEENNNNSSSSEEEEM.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit