sexta-feira, maio 20, 2022
InícioCOVID-19Surge a irmã da Variant Ômicron que foge dos testes de PCR

Surge a irmã da Variant Ômicron que foge dos testes de PCR

O mundo conheceu recentemente a versão do super-mutante  SARS-CoV-2-variante-Ômicron-B.1.1.529, do novo coronavírus, que tem suas estruturas da proteína Spike tem um poder de mutação superior à Delta.

Desta vez, cientistas australianos, divulgaram a descoberta da irmã da Variante Ômicron, que rapidamente está em alcançando o mundo. Foi detectada a partir da metodologia de sequenciamento genético do vírus, cujas características principais é a dificuldade de detectar, por conseguir alterar sua genética.

 

Essa variante ainda é detectada como coronavírus por todos os testes usuais e pode ser identificada como a variante Ômicron por meio de testes genômicos, mas os casos prováveis ​​não são confirmados por testes de PCR de rotina que fornecem resultados mais rápidos. Porque essa nova versão, BA.2 tem sua genética diferente da primeira cepa encontrada em novembro. Essas duas linhagens dentro da Ômicron, BA.1 e BA.2, são bastante diferenciadas geneticamente. No entanto, não são conhecidos detalhes concretos da cepa quase idêntica,  sua verdadeira origem ainda permanece um mistério.

 

A diferença da variante BA.2 é algo que tenha a mesma característica, fundamental e que seja semelhante a variante Omicron. Essa diferença genética que o Controle Epidemiológico possa rastrear rapidamente sua circulação.

 

Assim como o irmão que tem um amplo número de mutações, que fez da Variante Ômicron ser uma preocupação da comunidade científica global. A BA.2 sofre mutações e altera a genética e pode escapar do escape imunológico do vírus no corpo humano, por não ser reconhecido pelos testes de PCR e dar negativo.

A descoberta foi divulgada ontem, (07/12), pelas autoridades australianas, da descoberta da BA.2. Essa variante foi encontrada no Canadá, na África do Sul e na Austrália.

Ele foi localizado em um homem sul-africano que retornou do marco zero da Omicron, em Gauteng. As primeiras análises indicam que ele contém seu próprio conjunto de mutações, bem como muitos encontrados no Omicron original.

Em teoria, isso significa que o BA.2, como o Omicron original, também poderia ser mais transmissível do que o Delta e, possivelmente, capaz de se esquivar das vacinas.

Este é mais um fato que vai preocupar os cientistas, porque todos os ​​esforços globais para sequenciar genomas SARSCOV2, A descoberta de um genoma permitiu o rápido desenvolvimento de vacinas. Após isto, foi montado um sistema de monitoramento pra controlar a circulação das variantes pelo mundo.

 

CUIDADOS COM A COVID-19

 

Lave as mãos regularmente e cubra tosses e espirros

Lave as mãos com água e sabão ou use desinfetante para as mãos regularmente ao longo do dia. Lavar as mãos regularmente é uma forma eficaz de reduzir o risco de contrair doenças, incluindo COVID-19.

É particularmente importante lavar as mãos:

depois de tossir, espirrar e assoar o nariz

antes de comer ou manusear comida

depois de entrar em contato com superfícies tocadas por muitos outros, como puxadores, corrimãos e interruptores de luz

depois de entrar em contato com áreas comuns, como cozinhas e banheiros

quando você voltar para casa

Sempre que possível, evite tocar em seus olhos, nariz e boca. Se precisar tocar seu rosto, por exemplo, para colocar ou tirar a cobertura facial, lave ou higienize suas mãos antes e depois.

Tossir e espirrar aumenta o número de gotículas e aerossóis liberados por uma pessoa, a distância que ela percorre e o tempo que permanece no ar. Cobrir a tosse e os espirros ajudará a reduzir a propagação de partículas que transportam COVID-19 e outros vírus, incluindo aqueles que causam tosses e resfriados.

 

Limite o contato próximo com outras pessoas

Quando alguém com COVID-19 respira, fala, tosse ou espirra, eles liberam partículas contendo o vírus que causa o COVID-19. Essas partículas podem ser inaladas por outra pessoa.

Você pode optar por limitar o contato próximo que tem com pessoas com quem normalmente não mora. Você também pode optar por fazer um teste de fluxo lateral antes de entrar em contato próximo e também encorajar as pessoas com quem está se reunindo a fazê-lo, o que ajudará a controlar os períodos de risco. Isso inclui contato próximo em um ambiente de alto risco ou ao passar longos períodos de tempo com um indivíduo vulnerável.

Estas são escolhas pessoais que podem ajudar a reduzir o risco de pegar ou espalhar COVID-19. É importante considerar que outros podem querer continuar a ter uma abordagem mais cautelosa. Devemos todos levar isso em consideração e oferecer oportunidade e espaço para que outros reduzam os contatos próximos, se assim o desejarem.

 

Veja também

Pfizer diz que proteção contra Ômicron necessita de três doses

Os danos diminuem no momento que as pessoas começam a compreeder os riscos da covid

Atualização no Omicron: a Variante Ômicron preocupa a comunidade científica global.

SARS-CoV-2 aumenta o gasto energético de células do cérebro para se replicar

 

 

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit