11 C
New York
terça-feira, agosto 3, 2021
InícioBrasilTCU pede à Polícia Federal para abrir inquérito para apurar relatório paralelo...

TCU pede à Polícia Federal para abrir inquérito para apurar relatório paralelo divulgado por Bolsonaro

Ana Arraes ministra presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), entrou com um requerimento junto a Polícia Federal para a instituição abrir inquérito para apurar eventuais ilícitos penais praticados pelo auditor Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques.

O auditor foi afastado do cargo por 60 dias para apurar possíveis crimes.

O corregedor da Corte de Contas, ministro Bruno Dantas, sugeriu investigação relacionado ao suposto crime de prevaricação.

Bruno Dantas solicitou que à Polícia Federal a abertura de inquérito para apurar a conduta do servidor.

Alexandre Figueiredo elaborou um relatório paralelo que questiona o número de mortes pela covid-19 nos estados e repassou ao presidente Jair Bolsonaro

Após o presidente Jair Bolsonaro a divulgar suposta notícia falsa, TCU reforça que não é o autor de documento que circula na imprensa.

Na semana passada, Ana Arraes criou uma comissão escolhidos a “dedo” por ser “linha dura”, formada por três auditores da Corte, para apurar as possíveis irregularidades: os auditores Frederico Júlio Goepfert Junior, Pedro Ricardo Apolinario de Oliveira e o presidente do grupo Márcio André Santos de Albuquerque.

Nota

O TCU esclarece que não há informações em relatórios do tribunal que apontem que “em torno de 50% dos óbitos por Covid no ano passado não foram por Covid”, conforme afirmação do Presidente Jair Bolsonaro divulgada nesta segunda-feira (7/6).

O TCU reforça que não é o autor de documento que circula na imprensa e nas redes sociais intitulado “Da possível supernotificação de óbitos causados por Covid-19 no Brasil”.

O documento refere-se a uma análise pessoal de um servidor do Tribunal compartilhada para discussão e não consta de quaisquer processos oficiais desta Casa, seja como informações de suporte, relatório de auditoria ou manifestação do Tribunal. Ressalta-se, ainda, que as questões veiculadas no referido documento não encontram respaldo em nenhuma fiscalização do TCU.

Será instaurado procedimento interno para apurar se houve alguma inadequação de conduta funcional no caso.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

Unknow (Alguém que ja participou desse sistema Ebenezer e conheceu nos bastidores) on Patrícia Lelis se envolve em mais uma polêmica, ataca seu ex pastor no Twitter
admin on Turpis Nisl Sit
admin on Turpis Nisl Sit