Vontade excessiva de urinar

Visite sempre um clínico geral nas unidades atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

0
223

Grande parte dos homens têm noites mal dormidas de tanto levantar para ir ao banheiro, com idas frequentes ao para urinar ao longo do dia que vira até uma rotina.

Um desconforto que dificulta as atividades diurnas com aquele desconforto terrível para urinar, como se alguma coisa estivesse entupida no sistema urinário.

Pode ser ou bexiga hiperativa que é uma disfunção da bexiga muito mais comum do que se imagina, presente em até 25% da população masculina e feminina acima dos 40 anos, segundo levantamento epidemiológico brasileiro.

Quem bebe cerca de 2 litros de líquidos por dia faz xixi de seis a oito vezes entre a manhã e a madrugada. Se passar desse limite, algo está errado. No organismo, um copo de 200 ml de água demora de 1,5 a 2 horas para se transformar em urina.

O envelhecimento aumenta a prevalência tanto da bexiga hiperativa quanto da incontinência urinária, mas vale lembrar que os jovens não estão imunes.

Jato urinário fraco.

Demora e dificuldade para urinar.

Esforço miccional (esforço para iniciar a excreção da urina).

Interrupção da micção (o jato interrompe antes de acabar a urina).

Aumento da quantidade de vezes que a pessoa vai urinar – sobretudo a noite (levanta várias vezes à noite para urinar).

Sensação de esvaziamento incompleto da bexiga (após acabar de urinar ainda fica com a sensação que tem urina na bexiga).

Urgência para urinar (quando dá vontade de urinar precisa sair correndo pois há sensação que irá urinar nas calças).

Cálculos (pedras) no trato urinário contribui para esse problema.

O que fazer: Para diminuir a frequência urinária, uma possibilidade é praticar atividades físicas, isso porque os exercícios ajudam a eliminar o excesso de líquidos acumulados no organismo. 

Para quem não quer acordar à noite para ir ao banheiro, o ideal é evitar cafeína, frutas cítricas, refrigerante e pimenta.

As causas mais comum que levam a pessoa a fazer xixi mais frequentemente são:

  1. Beber muita água, café ou bebidas alcoólicas

Quando se bebe muita água é esperado que toda a água seja eliminada pela urina e, por isso, é esperado que seu volume e frequência aumentem, sendo somente uma resposta normal do organismo, o que também pode acontecer depois de comer alimentos ricos em água, como laranja ou melancia.

Além disso, tomar muito café ou outros alimentos que contém cafeína como chá preto, chocolate e chá mate também pode aumentar a frequência urinária porque além de terem água, a cafeína é um diurético natural. Uma outra fonte diurética é a bebida alcoólica que não é uma boa opção para tomar quando se está com sede, pois não hidrata e ainda pode trazer consequências para a saúde.

O que fazer: Para diminuir a frequência urinária?

Uma possibilidade é praticar atividades físicas, isso porque os exercícios ajudam a eliminar o excesso de líquidos acumulados no organismo. Além disso, é recomendado diminuir o consumo de bebidas com cafeína e de refrigerantes, principalmente.

Sinais ou sintomas como dor e ardor ao urinar e dificuldade para segurar o xixi até chegar ao banheiro, pode ser indicativo de algum problema de saúde, sendo importante consultar o urologista para que seja feito o diagnóstico e iniciado o tratamento.

Visite sempre um clínico geral nas unidades atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Referência

Dr Drauzio Varella

Tua Saúde

Hilab

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui